Saiba como avaliar se uma pessoa tem o Fit Cultural da sua empresa

Saiba como avaliar se uma pessoa tem o Fit Cultural da sua empresa

O processo de recrutamento e seleção traz o desafio do encontro dos melhores talentos, pois um bom currículo não é suficiente para garantir um trabalho de sucesso na empresa. Se o profissional não se adaptar à cultura da organização, o resultado ficará comprometido.

Para auxiliar no objetivo de encontrar o melhor perfil, é possível utilizar o conceito de fit cultural. Para saber o que é e como utilizá-lo, continue a leitura do nosso artigo!

O que é fit cultural?

Fit cultural é a adaptação do profissional à cultura praticada e vigente na empresa. Existe fit cultural quando valores, princípios, visão e comportamentos essenciais do candidato condizem com os que a gestão busca e mantém como prática.

Considerá-lo tem sido uma excelente estratégia no processo de recrutamento e seleção. Afinal, as experiências profissionais adquiridas e as habilidades técnicas são pontos incontestavelmente importantes, mas não são suficientes para garantir que o candidato tenha uma trajetória de sucesso no negócio.

No cenário atual, muitos profissionais apresentam a saída voluntária. Esses desligamentos são ocasionados pela falta de compatibilidade do empregado com as ideias e concepções da empresa. Isso mostra que dois pontos precisam ser reforçados:

  • a necessidade de avaliar a adequação do colaborador ao ambiente da empresa;
  • a importância de que o prometido ao colaborador durante o processo de seleção ocorra no ambiente da empresa.

Devido à importância da adaptação ou compatibilidade do candidato à cultura organizacional da empresa, o RH tem usado esse método, cada vez mais, como uma etapa eliminatória. Por isso, é fundamental informar que, para o momento da entrevista, o candidato deve ter pesquisado sobre os valores essenciais defendidos pela empresa.

Qual a importância em considerar o fit cultural nos processos seletivos?

Cada empresa tem os seus valores e uma missão na sociedade. Isso determina o modo como o trabalho será realizado e aquilo que será entregue para o público. Também tem uma relação muito estreita com a forma como vão acontecer as interações no dia a dia.

Sendo assim, para cada organização, precisamos selecionar os candidatos que têm um perfil que se encaixa nessa cultura. Do contrário, o profissional terá dificuldade para se adequar ao ambiente e se sentir parte daquela equipe.

Um profissional conservador, por exemplo, pode não se adaptar a uma organização que adota a cultura da inovação. O contrário também ocorre: uma pessoa criativa e proativa pode não se adaptar a uma empresa conservadora e metódica.

Quando isso acontece, existe uma perda significativa para todos. O colaborador não desenvolve o senso de pertencimento, não consegue se engajar com seus colegas de trabalho e não sente satisfação com a função que exerce.

Há um risco aumentado de má qualidade das suas entregas, falta de comprometimento, ocorrência de conflitos e, até mesmo, problemas de saúde mental, como a ansiedade e o estresse, por não conseguir se realizar no lugar em que atua. Como consequência, esse colaborador poderá faltar mais vezes ao trabalho ou, como explicamos, desligar-se por meio da saída voluntária.

Em todos os casos, a empresa acaba perdendo por não considerar o fit cultural. Será necessário fazer mais um processo seletivo, além de arcar com os custos desse colaborador e da nova contratação.

Quando consideramos o fit cultural de um candidato, evitamos esses problemas ou, pelo menos, reduzimos o risco de eles acontecerem. Afinal, selecionamos uma pessoa que tem as características ideais para atuar naquela organização.

O RH eleva a qualidade do seu próprio trabalho quando considera o fit cultural, uma vez que entrega para a empresa exatamente aquilo que ela precisa. Isso facilita suas ações no futuro, para manter a equipe engajada e motivada.

Quais são os benefícios de avaliar o fit cultural em R&S?

Se além das habilidades desejadas, o candidato tem afinidade com a cultura da organização, observamos alguns benefícios essenciais. Listamos alguns deles, confira!

Maior certeza nas contratações e na retenção de talentos

Avaliar devidamente o fit cultural do candidato aumenta a possibilidade da contratação de um profissional qualificado com o perfil da empresa — uma contratação certeira. Sendo assim, o colaborador tem maior chance de adaptação à rotina e ao ambiente da empresa, colaborando para o sucesso do negócio.

As contratações adequadas, de colaboradores alinhados, possibilitam experiências positivas para todo o time de talentos. Logo, a equipe que se identifica com os valores da empresa trabalha mais engajada e tende a permanecer mais tempo na organização.

Aumento do desempenho e da produtividade

Por se adaptar melhor, o colaborador que compartilha o fit cultural da empresa se sente mais motivado para buscar os melhores resultados e, por isso, é mais produtivo. Ao se identificar com a visão e os principais valores do negócio, o profissional passa a ter um sentimento de pertencimento, de fazer parte, e pode sentir orgulho por isso.

O melhor desempenho é consequência da afinidade e da similaridade dos objetivos. A busca por atingir as expectativas tende a ser, inclusive, mais prazerosa. 

Melhora do clima organizacional

Pensar no fit cultural no processo seletivo é mais do que se preocupar com o ingresso de um colaborador que se identifica com a cultura organizacional da empresa — é pensar, também, na criação ou manutenção de um clima organizacional positivo, em um ambiente de trabalho favorável para todos os profissionais da empresa.

A boa convivência e uma atuação em equipe produtiva são bases importantes para times de alta performance. Há redução de conflitos, e o novo colaborador será recebido pelos demais como alguém que deve acreditar nos mesmos valores, além de ter objetivos semelhantes.

Ao investir no clima organizacional, a empresa ganha em motivação, engajamento e produtividade. Também tem mais chance de reter talentos e diminuir absenteísmo e turnover.

Diminuição na taxa de turnover

O turnover é um dos desafios do RH, seja por desligamentos voluntários, seja por demissões. Ele demanda tempo e investimento financeiro para novas contratações, além de impactar diretamente a produtividade. Afinal, a falta de um colaborador deixa a equipe desfalcada.

Nesse sentido, o fit cultural ajuda a diminuir o turnover, na medida em que colaboradores mais alinhados com os princípios e valores da empresa são mais satisfeitos com o trabalho e, assim, torna-se mais difícil considerar a demissão.

É fundamental que o RH alinhe as informações, valorize a identificação com as políticas estabelecidas pela empresa e promova reuniões motivacionais com os já contratados. Quanto mais satisfeitos, maior é a vontade de permanecer.

Como avaliar o fit cultural de um candidato?

Essa avaliação pode ser feita por meio de métodos e técnicas que já são utilizados na hora da seleção dos candidatos ideais para a empresa. Veja detalhes, a seguir.

Recrute de maneira adequada

Imagine o processo de recrutamento como se fosse uma grande campanha promocional. Cada loja tem o seu público-alvo, e as ações de divulgação são desenvolvidas pensando nessas pessoas. Assim, elas conseguem atrair, principalmente, aquelas que poderiam ter interesse em fazer uma compra.

Você pode encontrar candidatos que se alinham com o fit cultural da empresa fazendo o recrutamento de forma adequada. Pense nas necessidades daquela organização na hora de estabelecer como o processo vai acontecer. Assim, conseguirá fazer uma avaliação muito mais precisa porque terá a sua disposição candidatos com o perfil ideal.

Faça uma boa descrição da vaga

Você vai conseguir atrair candidatos com o fit cultural se as vagas forem escritas com uma linguagem que esteja adequada para o perfil do profissional está sendo procurado. É importante apresentar os detalhes que forem possíveis.

Levante alguns aspectos que a empresa valoriza, aquilo que se está buscando no candidato. Dessa forma, somente os que tiverem, de fato, interesse e que se identificarem com a vaga oferecida vão enviar os seus currículos.

Comunique os valores da empresa

Isso é muito importante para que, de imediato, o candidato esteja ciente das características da própria empresa. É interessante tirar o foco apenas daquilo que a vaga oferece e apresentar para o profissional todo o conjunto no qual ele estará inserido.

Afinal, como dito, somente conhecimento técnico e experiência não são suficientes para que uma pessoa alcance a satisfação em sua carreira dentro de uma empresa. Ela precisa sentir que pertence àquele local, e ficará muito mais fácil alinhar o fit cultural se já souber dos valores da organização.

Realize entrevista comportamental com os candidatos 

Durante o processo de seleção, o RH consegue avaliar o perfil comportamental do candidato no início do processo. Para isso, dispõe de inúmeras ferramentas, como aplicação de questionários, jogos e entrevistas.

Recursos que utilizam inteligência artificial têm sido desenvolvidos com essa finalidade, ainda mais, após o início da pandemia. Com o uso dessas ferramentas e de técnicas de abordagem, é possível verificar o perfil comportamental do profissional, observando se ele compartilha o fit cultural da empresa.

As interações são essenciais nessa etapa. A entrevista pode ser utilizada para observar o perfil psicológico, as aspirações e as expectativas. Ela também ressalta as potencialidades do candidato, as quais podem ser desenvolvidas. Vale criar um bom roteiro para avaliar com maior precisão.

Avalie o histórico de trabalho

Analisar o histórico do colaborador é fundamental para investigar e perceber o fit cultural, já que ele pode ter trabalhado em empresas com culturas organizacionais distintas ou semelhantes. Diante disso, é provável que, em caso de ter experiência em organizações com cultura semelhante, a adaptação ocorra de forma mais tranquila.

O histórico e a experiência do candidato são bastante relevantes, mas não necessariamente eliminatórias. Elas são combinadas com outras informações, com a finalidade de avaliar o perfil por um conjunto de análises.

Faça dinâmicas

As dinâmicas são um método utilizado para observar como o candidato se comporta e resolve problemas, na prática. Com elas, é observado o perfil de liderança, a resiliência, a competitividade, a empatia, a flexibilidade e outras características.

Ela pode ser direcionada, de acordo com o que o RH deseja verificar. Uma excelente opção é utilizá-la como teste de fit cultural nas atividades em grupo, analisando como o candidato trabalha em equipe e na adversidade, por meio de situações que simulem a rotina da função.

Existem inúmeras formas de avaliar e identificar o fit cultural dos candidatos, e cada empresa deve adequar as intervenções, de acordo com a necessidade e a particularidade da vaga. O profissional que se identifica com a cultura da empresa se sente parte dela, o que gera motivação e responsabilidade por fazer.

Já que estamos falando sobre cultura, veja também como estruturar um processo seletivo que incentive a pluralidade cultural dentro da empresa.

Seja o primeiro a comentar em “Saiba como avaliar se uma pessoa tem o Fit Cultural da sua empresa

Fale o que você pensa!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Desenvolvido por: Bulki e WPTotal
Pop Up Image

Campanha A Catho resolve

X