Teste comportamental: entenda a importância e saiba o que avaliar

Teste comportamental: entenda a importância e saiba o que avaliar

Desenvolver ações para o crescimento do seu time é um fator de extrema importância para gestores do RH, principalmente no momento de avaliar as habilidades profissionais e competências dos candidatos às vagas de emprego.

Nesse sentido, torna-se necessário reduzir as chances de que os concorrentes que estejam fora do perfil comportamental continuem no processo seletivo da empresa, e que continuem apenas aqueles nos quais a tendência de aderir à cultura e as exigências do seu negócio seja maior.

Caso esteja à procura de contratar os melhores talentos ou ao menos aumentar as suas chances de sucesso para a contratação de um bom funcionário, chegou a hora de conferir as melhores dicas para o teste comportamental da sua empresa. Continue a leitura conosco!

O que é teste comportamental?

Sua personalidade pode ser analisada por meio da maneira como você se comporta no seu cotidiano e na sua relação com as outras pessoas. Nesse sentido, empresas modernas buscam metodologias que priorizem a contratação de pessoas com as características adequadas à realidade do trabalho.

Podemos afirmar que cada pessoa apresenta um perfil que define o seu modo de agir ou, especificamente falando, o modus operandi, que influencia a maneira como o indivíduo atua durante a rotina de trabalho ou na própria vida.

Na realidade, o teste comportamental é um meio de avaliar candidatos considerando as particularidades de cada pessoa de maneira bem técnica, prática e objetiva. Existem diversas categorias desse tipo de teste e todas têm um método específico para ser aplicado.

Inicialmente, a avaliação se propõe a mapear as tendências gerais de comportamentos de cada indivíduo por meio de indicadores que comparam a compatibilidade do candidato com a cultura organizacional. É possível medir fatores como:

  • a personalidade;
  • os tipos de reações em determinadas situações;
  • os valores da pessoa;
  • os talentos que ela apresenta;
  • as suas outras experiências de trabalho.

Como funciona o teste de perfil comportamental?

Como falamos, os testes de perfil comportamental são ferramentas que medem algumas características e traços de personalidade das pessoas. Normalmente, eles são utilizados em processo de seleção de vagas de emprego ou em casos de gestão interna de pessoal, como a progressão de carreira, mudança de setor e para outros objetivos do recrutamento interno.

Diferentemente das entrevistas de trabalho, que avaliam o comportamento que está sendo manifestado naquele momento e dependem de muitos tipos de recrutamento variados, os testes de perfil comportamental fazem uma análise em questões mais profundas, proporcionando aos avaliadores um mapeamento global da personalidade do candidato.

Após o processo de análise ser concluído, as informações da personalidade são cruzadas com o perfil de colaborador que a empresa busca para aquela determinada vaga.

Durante os processos de seleção é possível que a recrutadora utilize diferentes questionários que mapeiam as competências dos colaboradores. Depois, os resultados são interpretados e os fatores culturais entre candidatos, colaboradores e a empresa são comparados, gerando um índice de ranqueamento para a tomada de decisão.

Antigamente esses questionários eram feitos manualmente, mas demorava-se muito tempo para traçar o tipo de perfil de todos os candidatos e ranqueá-los. Com o desenvolvimento dos processos e a transformação digital do RH foram criados sistemas digitais para mapear os perfis comportamentais nos processos de seleção. Esses sistemas permitem alguns benefícios como velocidade, qualidade e segurança na tomada de decisão.

Quando aplicar o teste comportamental?

Basicamente, o teste comportamental é uma técnica de autoconhecimento utilizada por empresas para identificar possíveis contratações que priorizem a criação de talentos.

De maneira geral, os testes comportamentais são aplicados pelo RH em algumas etapas e processos do ramo empresarial. Abaixo, preparamos alguns exemplos para quem está à procura de melhorar os processos seletivos do negócio em que trabalha, mas ainda não sabe quando aplicar uma avaliação adequada. Confira!

Recrutamento de novos funcionários

[DISTRIBUIÇÃO: embedar o vídeo Decifrando o RH: Dicas para manter o engajamento de equipes remotas]

Para quem trabalha no setor de Recursos Humanos, definir modelos que avaliem a contração de novos talentos é uma parte essencial do desenvolvimento recíproco do time. Faz-se necessário a existência de uma metodologia que auxilie no processo de recrutamento e seleção de um novo funcionário, e a aplicação do teste comportamental é um dos principais procedimentos para isso.

Durante tais processos seletivos, o contratante é capaz de verificar as habilidades técnicas e o perfil de cada candidato, possibilitando, assim, a contração do candidato que esteja mais apto a exercer as tarefas daquela função. Averiguar se tal candidato é o mais compatível com o cargo é a melhor maneira de garantir a manutenção da cultura organizacional e reduzir a rotatividade de colaboradores.

Promoção de funcionários

Um fator importante para realizar um trabalho no RH da empresa é o gerenciamento do histórico comportamental de cada colaborador. Isso garante que a manutenção e recolocação de funcionários não sofra com erros, facilitando a promoção dos talentos.

No momento de avaliar um cargo de liderança, devem ser considerados quesitos como:

  • a motivação do candidato;
  • o nível de satisfação em relação ao novo cargo;
  • o comprometimento para trabalhar;
  • as habilidades necessárias para ser um bom gestor;
  • a boa comunicação entre as partes envolvidas;
  • a iniciativa para empreender bons projetos;
  • habilidades já desenvolvidas;
  • habilidades a serem desenvolvidas para o cargo.

Quais são os tipos de perfis que um teste comportamental apresenta?

Você já ouviu falar na teoria de Ned Herrmann? De acordo com ela, nosso cérebro é subdividido em 4 quadrantes, sendo que cada pedaço apresenta categorias distintas que influenciam na nossa personalidade. No entanto, uma dessas categorias sempre permanece como a dominante em relação às outras.

Nosso modus operandi de aprendizagem e de pensamento é bastante influenciado por cada uma dessas seções cerebrais. Confira agora quais são os 4 quadrantes:

  • analítico: corresponde ao hemisfério cerebral esquerdo e está relacionado ao tipo de raciocínio que prefere agir quantitativamente, analisando e teorizando para realizar procedimentos de maneira lógica e racional;
  • organizador: corresponde ao sistema límbico esquerdo e está relacionado ao tipo de raciocínio que tende a estar organizado e sequenciado para avaliar e praticar;
  • relacional: corresponde ao sistema límbico direito e está relacionado ao tipo de raciocínio que age de maneira a compartilhar, internalizando e estando envolvidos em relações;
  • experimental ou imaginativo: corresponde ao hemisfério cerebral direito e está relacionado ao tipo de raciocínio que opta por explorar e descobrir novos conceitos para conceituar e sintetizar.

E agora, vamos conhecer melhor cada tipo de perfil de comportamento.

Quais são os tipos de perfil?

Existem 4 tipos de perfil comportamental que são predominantes em todas as pessoas. Entretanto isso não quer dizer que cada indivíduo apresenta apenas características de um perfil e nada do outro. Ou seja, é possível ter um perfil comunicador predominante, mas ter traços do perfil executor.

Comunicador

Trata-se de um profissional comunicativo que normalmente apresenta um grande carisma e poder de persuasão. Ele sempre demonstra estar entusiasmado com novos projetos, busca ser muito otimista e tem facilidade para se relacionar.

Por ser comunicativo, esse perfil é ideal na sociabilização de equipes, tornando os integrantes mais unidos e gerando um clima organizacional mais leve e agradável durante o trabalho.

Executor

É o perfil do profissional que tem extrema autoconfiança. Esse tipo é dominante e, em casos intensos, pode ser autoritário e ditatorial. Aceita e se dá bem com desafios e dificuldades, é dono de um ótimo senso de competitividade e costuma ser corajoso em suas posturas e ao defender seus pontos de vista.

Esse perfil é buscado para departamentos ou áreas que existem políticas de metas, pois são extremamente determinados na realização de tarefas.

Idealizador 

São profissionais estáveis e pacientes, de ritmo constante e alto grau de conservadorismo. Dificilmente entram em pânico, mas têm uma pequena capacidade de improviso.

Esse perfil, dentro de uma equipe, desempenha um ótimo trabalho com relação ao equilíbrio estabilizando conflitos. Normalmente, ele é fiel à empresa e atua com uma ótima ferramenta no acompanhamento das equipes dando feedbacks.

Analista

Detalhista e meticuloso, o analista é organizado, responsável e altamente conservador, sendo hábil ao controlar processos e rotinas repetitivas. 

Profissionais com esse perfil são ótimos para o desenvolvimento de processos e atividades que exijam uma alta incidência de acertos, nas quais erros beiram o inadmissível. O analista geralmente efetua bem essa entrega, pois é orientado a dados.

Quais as vantagens em realizar o teste comportamental?

Existem diversas vantagens em aplicar esse tipo de teste na sua empresa. Como você pôde perceber, a principal proposta dele é ser prático e tangível para focar apenas em como as pessoas reagem com o cotidiano da empresa e o que é possível fazer por meio dessa informação. Confira agora outros benefícios de aplicar o teste comportamental.

Agilidade no processo de contratação

A realização de um mapeamento do perfil comportamental de uma pessoa faz com que o processo de seleção seja mais ágil, já que, com as novas plataformas de comunicação, o candidato pode responder ao questionário da própria casa e acessar o conteúdo dessas informações antes de agendar um encontro pessoal.

Facilidade na hora de avaliar desempenho e desenvolver lideranças

Não é apenas no momento de selecionar um candidato que a análise comportamental é importante. Sempre que você for avaliar o desempenho de alguém e desenvolver lideranças, é necessário que haja uma prévia avaliação de cada pessoa selecionada por meio desse tipo de teste.

Quais são os melhores testes comportamentais?

A Psicologia oferece diversos tipos de testes, mas você sabe quais são os melhores? Acompanhe agora as principais metodologias para análise comportamental.

Metodologia DISC

Trata-se de uma das técnicas mais comuns de análise comportamental, considerada bastante efetiva e completa. O principal procedimento que você pode realizar, por meio da metodologia DISC, é identificar as maiores áreas potenciais de um candidato durante processos seletivos em empresas de todos os portes.

Sistema Profiler

Essa é uma ferramenta de visualização de perfis de funcionários que permite a geração de relatórios que informam as reações e comportamentos de cada um durante o cotidiano no seu empreendimento. O Profiler vai além de apenas criar rótulos para cada profissional, ele auxilia a pessoa a se relacionar com as próprias reações, proporcionando autoconhecimento na hora de ela lidar com problemas.

Após aprender a importância do teste comportamental, fica comprovada a necessidade de contar com alternativas que proporcionam mais autonomia e rapidez nos processos seletivos que recebem centenas de currículos. Nesse sentido, destaca-se o Recrutamento Perfeito da Catho, ferramenta que auxilia a busca por profissionais de maneira mais ágil e fácil.

Gostou de aprender novas maneiras de otimizar as análises de seleção da sua empresa? Leia também o nosso artigo sobre Testes de Proficiência e se torne especialista no assunto!

Seja o primeiro a comentar em “Teste comportamental: entenda a importância e saiba o que avaliar

Fale o que você pensa!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Desenvolvido por: Bulki e WPTotal
Pop Up Image

Campanha A Catho resolve

X