Visão Sistêmica: quais os benefícios e como aplicar na empresa

Visão Sistêmica: quais os benefícios e como aplicar na empresa

Descubra a chave para o sucesso empresarial: mergulhe na leitura sobre visão sistêmica e transforme sua gestão de pessoas!

Visão sistêmica é uma perspectiva fundamental para profissionais de Recursos Humanos (RH), pois facilita a compreensão de como as diferentes partes de uma organização estão interligadas e afetam umas às outras. Nesse contexto, trata-se de uma importante habilidade a ser buscada, especialmente no preenchimento de cargos ligados à tomada de decisão na empresa.

Assim, a visão sistêmica oferece uma nova perspectiva para os gestores, permitindo enxergar além das partes isoladas e compreender o todo. Ao adotar essa abordagem, é possível identificar oportunidades de melhoria, otimizar recursos e resolver problemas complexos.

Se você quer saber como implementar essa abordagem em seu dia a dia no RH, continue a leitura e confira nosso post!

O que é visão sistêmica?

A visão sistêmica é uma abordagem que considera a organização como um sistema composto por diversas partes interdependentes.

Este conceito remonta à teoria geral dos sistemas, que surgiu na década de 1950, a qual propõe que os sistemas não podem ser compreendidos apenas por meio do estudo de seus componentes individuais. Em vez disso, eles devem ser vistos como um todo, onde as partes se inter-relacionam e se influenciam mutuamente.

Uma gestão empresarial com visão sistêmica consegue relacionar o ambiente interno e externo e, com isso, considerar todos os fatores importantes para tomar decisões cada vez melhores. A partir desse conceito, pode-se ter melhores resultados e uma visão mais clara sobre as oportunidades de otimização.

Visão sistêmica no RH

No contexto do RH, a visão sistêmica se refere à capacidade de compreender como os diferentes componentes da organização, como estratégia, operações, cultura e pessoas, estão interconectados.

Assim, as políticas de RH não são entidades isoladas; elas têm impacto direto na satisfação dos colaboradores, na cultura da empresa, e consequentemente, na produtividade e nos resultados de negócio.

Por exemplo, se uma política de RH visa melhorar a satisfação dos colaboradores, um profissional ideal, ou seja, com visão sistêmica, vai considerar como essa política afetará a retenção de talentos, a imagem da marca empregadora e, em última análise, a rentabilidade.

Como funciona?

O funcionamento da visão sistêmica é relacionado à capacidade de observar os fatores que fazem parte da empresa e, a partir disso, tomar decisões e atitudes que podem impactar a produtividade e os resultados.

Em termos de RH, um profissional com visão sistêmica pode identificar como a estrutura organizacional, a cultura e as políticas de gestão de talentos se inter-relacionam para impactar a produtividade geral.

Além disso, há diversas outras situações que representam o funcionamento da visão sistêmica do negócio, como definir metas e estratégias para alcançá-las, alinhar a comunicação, administrar situações perigosas e encontrar oportunidades de melhorias no cotidiano de trabalho.

Qual a importância de ter visão sistêmica?

A visão sistêmica é crucial para alcançar resultados otimizados em um negócio. Ela auxilia na tomada de decisão e na busca por soluções que nem sempre são tão óbvias. Com um pensamento fora do comum, o gestor com visão sistêmica consegue observar oportunidades que outros não veem.

Por exemplo, ao avaliar a empresa como um todo, um gestor bem treinado e com a visão sistêmica afiada pode encontrar gargalos e adotar ações para acabar com eles. Além disso, consegue-se ter mais estratégia para superar os concorrentes e obter sucesso no mercado.

Quais os benefícios?

Agora que você já sabe o que é visão sistêmica e por que ela é importante, que tal descobrir seus benefícios? A seguir, destacamos vários deles. Continue a leitura e confira!

Tomada de melhores decisões

Compreender como as decisões em uma área afetam outras permite que o RH tome atitudes mais bem-informadas e evita consequências não intencionais.

Por exemplo, um profissional de RH com visão sistêmica, ao considerar implementar um novo programa de benefícios, poderá prever como isso afetará a satisfação do funcionário, a retenção de talentos e até mesmo como poderia ser percebido externamente, contribuindo para a marca do empregador.

Glossário do RH: entenda o vocabulário completo dos Recursos Humanos

Dessa forma, a decisão de implementar o programa é feita com uma compreensão mais profunda de suas possíveis implicações.

Reduz erros

Com a melhora nos processos, é natural que se consiga reduzir o número de erros.

Por exemplo, ao entender como as políticas de RH se encaixam na estratégia mais ampla da organização, o setor pode garantir que suas iniciativas e programas suportem efetivamente os objetivos gerais de negócio. Consequentemente, ocorrem a diminuição de desperdício e aumento da lucratividade.

Aumento da produtividade

Um profissional de RH com visão sistêmica pode perceber que a alta rotatividade em determinado departamento está ligada a uma política de gestão inadequada em outro departamento.

Ao solucionar a questão na fonte, o RH não só resolve o problema da rotatividade, mas também melhora a produtividade geral, pois os funcionários estão mais satisfeitos e engajados em seu trabalho.

Outro exemplo: um profissional de RH com essa habilidade pode encontrar facilmente caminhos para otimizar os processos de seleção, a contratação de funcionários, a gestão de pessoas e em muitas outras atividades do dia a dia.

Sem falar que ter visão sistêmica promove maior compreensão de como as equipes e departamentos se interrelacionam, o que facilita a colaboração e a cooperação no dia a dia.

Produz motivação

Por fim, vale destacar que a visão sistêmica pode ajudar a motivar os colaboradores e garantir uma equipe altamente engajada.

Afinal, ao entender como as várias partes da organização estão interligadas, o RH pode desenvolver programas de reconhecimento e recompensa que realmente ressoam nas equipes. Por exemplo, se o RH perceber que os profissionais valorizam o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, pode desenvolver benefícios e recompensas que suportem esse valor, aumentando assim a satisfação e motivação de todos os envolvidos.

Além disso, o gestor consegue implementar ações que vão deixar todos mais satisfeitos, pois entendem a importância de cada profissional para o dia a dia de trabalho.

Como desenvolver a visão sistêmica na empresa?

Nesse caso, a equipe de RH conta com um papel central na inclusão dessa prática na cultura da empresa. Veja, a seguir, quais ações podem colaborar com essa implementação.

Conheça os departamentos

Entender sobre quais setores compõem o negócio, quais são seus desafios e condições atuais é essencial para ter uma visão ampla e repassar essas perspectivas na comunicação com os líderes.

Tais conhecimentos não devem se restringir apenas aos produtos e serviços, mas englobar todos os processos realizados. Para tanto, vale a pena realizar reuniões com todos os líderes a fim de debater os desafios de cada setor.

Além disso, o RH pode promover treinamentos sobre visão sistêmica, integrá-la nas avaliações de desempenho, ou alinhar as políticas de RH com a estratégia geral da empresa para demonstrar como as diferentes partes da organização se interconectam.

Transmita os objetivos de maneira clara

Ter uma estrutura clara sobre as metas de curto, médio e longo prazo traz mais clareza para os líderes sobre o que esperar de cada setor. Nesse ponto, é necessário investir em uma comunicação clara entre os departamentos para que os objetivos de cada um possam ser aliados nas ações adotadas.

Crie um caminho para alcançar as metas

Depois de conhecer um pouco mais sobre cada departamento, você pode sugerir uma estrutura para que os líderes sigam a fim de coordenar os objetivos. Para isso, vale a pena fomentar as interações com os gestores, além de sugerir sistemas automatizados para o compartilhamento de dados e informações relevantes. 

A visão sistêmica é uma ferramenta poderosa para o RH. Ela ajuda a entender a complexidade e a interdependência das diversas partes de uma organização, permitindo que o RH tome decisões mais bem-informadas, promova a cooperação, gerencie efetivamente as mudanças e alinhe suas ações à estratégia geral da organização. 

Curtiu nosso post? Então, assine agora mesmo a nossa newsletter e tenha acesso a dicas incríveis para implementar na gestão do seu time!

Na Catho você acelera. Economize seu tempo e encontre o profissional que você procura.

Fale o que você pensa!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Desenvolvido por: Bulki e WPTotal