3 vantagens da diversidade etária nas empresas

3 vantagens da diversidade etária nas empresas

A importância da diversidade etária: descubra os benefícios de investir na contratação e retenção do público 40+!

A diversidade etária nas empresas passou de uma exigência para uma tendência em pessoas. Com a devida análise, entendeu-se que a pluralidade — não só de sexo, etnia e cultura, mas também de idade —, representa um grande benefício e vantagem competitiva para um negócio.

O apoio a ela anda lado a lado com a expectativa de vida, que também tem avançado no Brasil. O reconhecimento de que jovens, adultos e idosos trabalham bem juntos e conseguem gerar resultados promissores está ajudando a combater o preconceito que cerca o tema e o torna um desafio para a gestão e as equipes de recrutamento e seleção.

Nesse artigo, vamos apresentar as vantagens da diversidade etária no trabalho. Acompanhe!

O que é diversidade etária?

A diversidade etária nas organizações está relacionada a sua capacidade e compromisso em contratar, desenvolver e reter pessoas de todas as idades. No meio corporativo, sabemos que o público mais velho, ou seja, acima dos 40 anos, têm maior dificuldade em conquistar uma vaga ou ser promovido.

Em 2012, a porcentagem de pessoas com 60 anos ou mais profissionalmente ativas era de 5,9% no Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgados no site Agência Brasil. Seis anos depois, esse número aumentou para 7,2%, o equivalente a 7,5 milhões de brasileiros.

Esse crescimento foi fortemente afetado pela pandemia da Covid-19. O grupo foi um dos mais atingidos: eles representam 64% dos 2 milhões de pessoas que deixaram de trabalhar nos primeiros meses de 2020. Segundo especialistas, eles foram duplamente prejudicados: não apenas faziam parte do grupo de risco da doença, como sofriam e sofrem pelo preconceito etário.

Em contrapartida, essa fração da população do país está se tornando cada vez mais significativa, cobrando uma ação não apenas das organizações, mas também do Governo. O objetivo é que ela seja mais incluída e consiga atuar de maneira estratégica no ambiente corporativo, contribuindo para a sua pluralidade e inovação.

Quais são os benefícios de promover a diversidade etária?

Longe de ser apenas uma preocupação da equipe de Recursos Humanos, grandes empresas têm adotado boas práticas de contratação desse público e saindo na frente, colhendo as vantagens em seus mercados de atuação.

Uma delas é a Johnson & Johnson, que afirmou ter removido filtros como idade e etnia de sua página de carreiras. Já a Sodexo, companhia voltada para o fornecimento de benefícios corporativos, destinou 25% de suas vagas para funcionários com 50 anos ou mais.

Apostar nessa tendência é uma via de mão dupla, e os próximos tópicos vão explicar por quê. Conheça, a seguir, os principais benefícios de promover a diversidade etária na empresa!

Aumento da criatividade e desempenho

Criatividade tem a ver com possibilidades, com liberdade para pensar fora da caixa. A máxima de que “duas cabeças pensam melhor que uma” é útil para explicar como um público diverso influencia nisso: uma vez que se tem diferentes gerações interagindo, como não ser inovador?

Glossário do RH: entenda o vocabulário completo dos Recursos Humanos

Um time, por si só, já é plural, mesmo que todas as pessoas sejam de uma faixa etária similar. Entretanto, ao somar a experiência desses grupos, as ideias que serão originadas têm chances maiores de serem engenhosas e estratégicas para o negócio.

Redução do turn over

Os profissionais veem a diversidade como um ponto positivo nas organizações. O raciocínio é simples: quem não se sentiria mais à vontade e acolhido, estando em um ambiente em que todos têm participação e voz?

Um erro que muitas empresas cometem é o de investir em processos seletivos mais plurais, destinando vagas para públicos específicos (como negros ou pessoas com deficiência PcD), sem preparar a gestão e suas equipes para recebê-los, tampouco trabalhar na promoção da diversidade internamente, reforçando-a como um valor institucional.

Assim, o discurso acaba não casando com a prática, e quem está chegando não se sente pertencente àquela comunidade. No período de experiência, não é só a companhia que analisa o funcionário: ele também tem essa função e o faz justamente para saber se sua carreira tem futuro naquele lugar.

Quando o profissional nota que as ideias apresentadas na seleção não sobrevivem ao dia a dia ao lado dos colegas, a produtividade cai, a motivação vai embora, e ele começa a olhar para fora, cogitando buscar uma nova oportunidade.

Muitas vezes, essas pessoas são excelentes no que fazem e teriam muito a contribuir para o crescimento do negócio. No entanto, como não foi investido em sua retenção, o turn over só tende a aumentar e prejudicar o employer branding da empresa. O contrário também acontece: se o empregado nota que ela realmente valoriza sua presença e trabalho, ele se dedica mais para ficar e trilhar uma carreira de sucesso ali.

Elimina o preconceito etário

Uma companhia que investe na diversidade etária está mandando uma mensagem para o mercado. Ela está fortalecendo o seu papel social, ao contratar pessoas que, apesar da competência, não têm as mesmas oportunidades que alguém recém formado da universidade.

Assim, a empresa demonstra o seu compromisso humano, que não precisa estar acima do lucro, mas é essencial que tenha consistência. O preconceito etário não será extinto com atitudes isoladas — mas são elas que influenciam o todo e geram amplos resultados.

A discriminação pela idade não é um problema particular. Trata-se de um desafio global. Por isso, é tão importante que grandes organizações desmistifiquem essa questão, colaborando para a inclusão desse público no mercado. Mais que uma tendência do futuro do trabalho, é a oportunidade de alcançar as metas e se tornar mais competitivo.

A diversidade etária é um benefício em si. A possibilidade de conviver, trabalhar e trocar ideias com pessoas de diferentes idades ajuda a desenvolver, profissional e pessoalmente, qualquer colaborador. As vantagens apresentadas valem para todos os segmentos, inclusive no ramo de tecnologia, que têm uma abertura ainda menor para receber essa comunidade.

O primeiro passo para apoiar a diversidade etária é entender o assunto. Essa responsabilidade não pertence apenas ao RH. É muito importante que a gestão compreenda essa relevância e se comprometa com a agenda. Lembre-se de que as lideranças influenciam suas equipes e são peças-chave para a implementação de mudanças.

Deseja saber mais sobre o tema? Então veja o nosso Guia de Diversidade Corporativa!

Na Catho você acelera. Economize seu tempo e encontre o profissional que você procura.

Fale o que você pensa!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Desenvolvido por: Bulki e WPTotal