como definir salário de uma vaga

Como definir o salário de uma vaga? Descubra agora mesmo!

Como definir o salário de uma vaga é uma das atividades mais estratégicas envolvendo o setor de Recursos Humanos da empresa. Isso porque as remunerações continuam sendo um dos aspectos mais importantes para atrair e manter os melhores talentos do mercado.

Nesse cenário, quando os salários de uma companhia são estabelecidos de forma estratégica e também competitiva, isso eleva a marca empregadora da empresa, tornando-a desejada pelos melhores profissionais. Ou seja, a empresa passa a se tornar mais produtiva e também mais competitiva em seu segmento de atuação.

No entanto, você sabe como definir salário de uma vaga de forma estratégica? Para ajudar você preparamos este artigo. Acompanhe!

Quais critérios devem ser observados para definir o salário de um vaga?

Definir o salário de um cargo é uma tarefa que requer muita pesquisa e também atenção pelos profissionais de RH das empresas. É preciso analisar o mercado de trabalho, a experiência exigida para a função e uma série de outras questões.

Para ajudar você, separamos os pontos mais importantes ao definir o salário de uma vaga. Acompanhe!

1. Analise a incidência de impostos

Vinculados à folha de pagamento existem impostos e encargos, que são cobrados conforme a legislação brasileira, a exemplo de:

  • FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço);
  • contribuição previdenciária do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social);
  • RAT (Risco Ambiental do Trabalho);
  • IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte), entre outros.

Portanto, ao definir o salário você deve considerar a porcentagem de desconto de cada um desses custos que incidem nos rendimentos do funcionário. Ou seja, é preciso fazer o cálculo do valor da remuneração considerando o montante líquido, para, então, compreender como definir o que oferecer para uma vaga de emprego de maneira estratégica e atrativa.

2. Senioridade

A experiência, ou senioridade, também deve ser considerada na hora de definir o salário de uma vaga. Vale lembrar que isso não está, necessariamente, relacionado à idade, mas aos fatores que dizem respeito às habilidades e competências que o profissional adquiriu ao longo de sua vivência profissional.

Com certeza um colaborador sênior representa um custo maior na folha de pagamento. No entanto, a excelência na execução das tarefas relacionadas ao cargo proporcionará à empresa uma performance mais avançada. Logo, essa é uma questão que deve ser considerada e discutida, tendo como objetivo elevar os resultados da empresa.

3. Carga horária e regime de contratação

Ao definir o salário de uma vaga é preciso analisar a jornada de trabalho semanal (20 horas, 30 horas, 40 horas ou 44 horas), o que envolve também o seu regime de contratação, que pode ser:

  • Consolidação das Leis do Trabalho (CLT);
  • Pessoa Jurídica (PJ);
  • temporário;
  • freelancer;
  • estágio;
  • terceirizado.

Independentemente do regime adotado, é fundamental estabelecer qual será a jornada de trabalho semanal para se chegar a um valor adequado, justo e atrativo.

4. Média salarial paga no mercado

A pesquisa salarial de mercado é um critério fundamental para definir o salário de uma vaga. Para tanto, é necessário saber com precisão a faixa salarial de cada cargo em questão. Dessa forma, é possível saber se a proposta da sua empresa está condizente com o que é pago pelos concorrentes e pelo mercado em geral.

Para encontrar a média salarial de um cargo você precisa pesquisar por empresas do mesmo setor, considerando a região e porte da sua companhia. Também é necessário conhecer o perfil dos candidatos disponíveis, entendendo qual é a demanda do mercado.

5. Grau de escolaridade exigido na vaga

A formação profissional é um dos grandes diferenciais na hora de definir o salário de uma vaga. Isso porque, as posições que requerem graduação, especializações, Master of Business Administration (MBA) e outros títulos vão demandar uma compensação financeira mais significativa.

Agora, caso você esteja lidando com cargos de formação básica, como o ensino técnico, por exemplo, o salário tende a ser menor.

6. Salários internos

Avaliar a realidade da empresa e entender qual é a base de remuneração da companhia também é algo que deve ser analisado. Isso porque é preciso evitar circunstâncias que desvalorizem o capital humano já contratado.

Mesmo que não seja possível fazer o nivelamento de todos os salários e cargos, é preciso considerar aqueles com similaridades e que façam parte da mesma estrutura.

7. Agregue benefícios

Os benefícios são remunerações complementares e também muito importantes na hora de atrair os melhores talentos do mercado. Entre os que podem ser concedidos estão:

  • plano de saúde;
  • ticket alimentação;
  • ticket refeição;
  • convênios com escolas e faculdades, entre outros.

Por que considerar um plano de cargos e salários?

A definição de um plano de cargos e salários para a sua empresa garantirá uma política salarial eficiente, permitindo a ascensão profissional dos colaboradores, alinhada às suas aptidões e desempenho. O desenvolvimento do plano de carreiras também deve ser considerado, sendo as atividades também conduzidas pelo setor de Recursos Humanos, com o apoio da alta gestão da empresa.

Nesse cenário, um plano de cargos e salários, aliado a um plano de carreira, é fundamental para que o funcionário tenha uma visão clara de quais caminhos trilhar para atingir os seus objetivos profissionais dentro da companhia.

Logo, o plano de cargos e salários deve sempre considerar qual o valor que a empresa pode pagar para cada profissional, mas sem comprometer a sustentabilidade do negócio.

É preciso manter a visão no futuro, para que os funcionários percebam que a corporação tem metas de crescimento e que os profissionais da corporação podem crescer juntos.

Diante disso, fica evidente que como definir o salário de uma vaga envolve a análise de vários aspectos, que vão do mercado em que a empresa está inserida à experiência e formação requerida para o cargo e também deve ser considerada a realidade da empresa. Portanto, é interessante criar um plano de cargos e salários, simplificando o processo de definição do salário, o que facilita os processos de recrutamento e seleção da corporação.

Se você gostou deste artigo sobre como definir o salário de uma vaga, compartilhe nas suas redes sociais para que mais pessoas possam interagir com o tema!

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.