política de remuneração

Política de Remuneração: quais aspectos levar em consideração

Atrair e reter talentos são grandes desafios de qualquer departamento de Recursos Humanos. Para tanto, você deve estruturar e aplicar ao negócio uma Política de Remuneração. E é fundamental que ela seja o resultado de um estudo analítico em relação ao seu negócio, ao perfil de colaboradores e ao cenário do mercado.

A Política de Remuneração, quando feita de forma inteligente, atua como um dispositivo de engajamento e de otimização da satisfação do seu colaborador. É preciso ter em mente que ela deve ser consolidada estrategicamente para que a empresa alcance seus objetivos.

Pensando nisso, nós elaboramos este artigo especial com dicas essenciais para criar e aplicar uma Política de Remuneração no seu negócio. Tenha uma boa leitura!

Por que ter uma Política de Remuneração clara?

Remuneração e benefícios insatisfatórios estão entre os cinco motivos principais que fazem com que um colaborador peça desligamento do emprego, de acordo com o Work Institute. Isso reforça como uma Política de Remuneração bem feita é capaz de reduzir custos com o headcount (quadro de pessoal), principalmente com o turnover (rotatividade), o onboarding (embarque ou boas-vindas) de novos colaboradores e o processo de recrutamento e seleção.

Quando falamos em política de remuneração “bem feita”, não significa somente ter remunerações e benefícios condizentes com o praticado pelo mercado. Aqui, estamos falando na necessidade dela ser escrita de forma assertiva, ou seja, com uma linguagem clara e objetiva para facilitar a sua compreensão e divulgação entre os seus colaboradores.

Além disso, é essencial garantir que a sua divulgação seja feita nos canais corretos, para que todos tenham ciência da sua existência e de como funciona a remuneração e os benefícios na empresa. É comum encontrar profissionais que se quer sabem se a empresa em que trabalham possui uma Política de Remuneração. Por isso, garanta que ela seja disseminada. Você pode, por exemplo, colocá-la como parte do onboarding dos seus novos colaboradores.

Como estruturar a Política de Remuneração?

Agora que você sabe por que é essencial consolidar uma Política de Remuneração clara, deve estar se perguntando o que é necessário para fazer isso. Bem, primeiramente, é preciso ter uma equipe de recursos humanos que esteja em sincronia com a comunicação corporativa.

Isso porque é essa área que deve ofertar alguns indicadores importantes, como principais meios de comunicação utilizados e segmentação dos perfis de colaboradores, para que a consolidação da política seja feita da melhor forma possível. Abaixo, confira algumas dicas primordiais para a sua Política de Remuneração!

Defina os objetivos da Política de Remuneração

No início deste artigo, falamos que esse tipo de política é crucial para reduzir custos operacionais do RH e promover a atração e retenção de talentos. Esses são os objetivos macros dela. Dessa forma, defina metas que devem ser alcançadas por meio da Política de Remuneração e da sua constante manutenção na cultura corporativa.

Determine bem quais são os cargos e salários

É fundamental que a sua política seja justa. Os cargos devem ter salários compatíveis com as responsabilidades da função e é preciso que seja parte da conduta da empresa a equiparação salarial entre os gêneros. Isso significa que não se pode fazer distinção na remuneração e nos benefícios caso o profissional seja homem ou mulher.

Entenda quais as recompensas mais usadas

Para ser certeiro na elaboração da sua Política de Remuneração, faça um benchmarking (busca pelas melhores práticas de gestão) com outras empresas não concorrentes diretas no mercado, para entender quais são os benefícios mais utilizados no momento e os diferenciais.

Tenha remuneração variável com base na PLR

Um dos grandes incentivos para que profissionais sejam atraídos para as empresas é a participação nos lucros e resultados. Ela funciona como uma remuneração variável que pode ser paga de acordo com a preferência do seu negócio. Há empresas que pagam trimestralmente, semestralmente e anualmente. Para estimular mais os seus colaboradores, atrele o valor a receber na PLR proporcionalmente aos indicadores de desempenho.

Quais aspectos levar em consideração?

Para fazer com que a sua Política de Remuneração seja interessante para o negócio, ou seja, que estimule os colaboradores, impactando no seu desempenho, na experiência do cliente e na retenção de talentos, você precisa considerar alguns detalhes importantes. Ela não pode ser apenas um amontoado de palavras ou promessas surreais que não têm praticabilidade. Confira, agora, o que você deve levar em conta.

Perfil dos colaboradores

Conheça bem quem são os seus colaboradores. Aplique pesquisas eNPS (Employee Net Promoter Score, ou Índice Líquido Promotor do Colaborador) e de clima. Além disso, invista em outros indicadores de People Analytics (Análise de Pessoas) para identificar padrões internos e conhecer melhor as particularidades do seu capital humano.

Tamanho do negócio

Não adianta nada querer ter uma série de benefícios extraordinários se o caixa do seu negócio não comporta. Por isso, é primordial que a sua Política de Remuneração seja construída em parceria com o seu setor financeiro. Faça projeções para mensurar o ROI (Return Over Investiment, ou Retorno sobre o Investimento) com as opções de benefícios possíveis. Aqui, também é necessário contar com o apoio da comunicação corporativa para alinhar os benefícios com o quadro de valores da empresa.

Objetivos a médio e longo prazo

Aonde o seu negócio quer chegar? Tenha os objetivos da sua organização bem definidos, pois os seus benefícios devem estar relacionados com as metas corporativas. Além disso, você deve definir métricas para mensurar a eficácia dos benefícios que vão além do ROI, como taxa de produtividade e os resultados da pesquisa de clima. À medida que a sua organização for crescendo, vai ser necessário adaptar novos modelos de remuneração e benefícios.

Valores praticados no mercado

Para que a sua empresa se mantenha competitiva, ela não pode praticar valores abaixo do mercado e nem dispor de um cluster de benefícios inferior ao das outras empresas do seu segmento. Assim, reforce no seu plano de ação a importância do benchmarking para desenvolver uma Política de Remuneração inteligente.

Como a Catho pode ajudar você?

Há 20 anos conectando profissionais e empresas, e otimizando os resultados delas, a Catho é uma empresa de tecnologia com foco em Recursos Humanos. Além de otimizarmos o processo de recrutamento e seleção do seu negócio, ajudamos você a encontrar quais são as médias salariais praticadas no mercado.

Com a nossa ferramenta de pesquisa salarial, é possível conferir os valores por cargo, região e tamanho do negócio de acordo com o faturamento. Dessa forma, você tem informações precisas para consolidar uma Política de Remuneração realmente competitiva e aderente ao perfil da sua empresa.

Acesse a nossa pesquisa salarial, faça o teste e entre em contato conosco para conhecer melhor como as nossas soluções podem ser diferenciais para a sua marca! Aguardamos o seu contato!

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.