recrutar profissionais de tecnologia

7 dicas para recrutar bons profissionais de tecnologia

Recrutar profissionais de tecnologia continua sendo um desafio para muitas empresas. Afinal, candidatos da área são cada vez mais cobiçados e disputados, mas nem todos apresentam o conhecimento necessário demandado pelo mercado.

Um processo de recrutamento e seleção efetivo faz toda a diferença para selecionar e, consequentemente, ajudar a reter os melhores talentos. Nesse cenário, organizações que sabem criar boas estratégias para recrutar bons profissionais destacam-se da concorrência e tomam decisões mais seguras e certeiras na escolha do candidato.

Para ajudar você nesse processo, listamos, neste post, as 7 melhores dicas para você recrutar profissionais de tecnologia de forma simples e direta. Continue a leitura e confira!

1. Crie uma descrição de vaga objetiva

Não há dúvida de que uma descrição de vaga (ou job description) bem-organizada e objetiva exerce influência direta na seleção de bons candidatos. Para ter uma boa apresentação, pesquise o que outras empresas do setor estão fazendo, como elas descrevem essas vagas e quais são os requisitos necessários mais buscados no mercado. Depois disso, veja como é possível adaptar essas características para o cenário e perfil da sua empresa.

No período de definição da descrição da vaga e, futuramente, da seleção dos primeiros candidatos, o gestor da área de tecnologia e o recrutador precisam estar bem alinhados. Todo o processo será um trabalho de parceria para alcançar o mesmo objetivo: recrutar o melhor profissional para atender às necessidades da empresa em determinado momento.

Lembre-se, também, de que fazer uma descrição direta não significa passar informações incompletas sobre o cargo a ser exercido. É importante deixar claras as principais informações da empresa, como:

  • responsabilidades do cargo;
  • requisitos obrigatórios e desejáveis;
  • carga horária e local de trabalho (presencial ou remoto);
  • modalidade de contratação (PJ ou CLT);
  • benefícios oferecidos pela empresa (VT, VA/VR, plano de saúde, plano odontológico etc.);
  • e, se possível, uma média salarial.

2. Tenha um profissional de RH próprio para esse tipo de seleção

Por ser um processo extremamente desafiador, algumas empresas optam por ter um colaborador de RH focado exclusivamente no recrutamento e seleção de profissionais de TI. Em empresas de grande porte, é válido até mesmo ter uma área dentro do RH especializada no setor de tecnologia da informação.

Se você busca conduzir as etapas do processo seletivo com expertise e alinhada ao que o perfil desse tipo de vaga precisa, considere o investimento e converse com os gestores sobre isso. Para ser ainda mais efetivo, convide o gestor da área (ou o próprio time de TI que a empresa já tem) para auxiliar na job description e nas demais etapas do processo.

3. Faça divulgação e participe de eventos do setor

Depois de ter uma descrição adequada para a vaga, será o momento de escolher os meios para a divulgação dessa nova oportunidade.

Com a expansão da tecnologia, muitos canais de comunicação são usados no processo de recrutamento e seleção. Depois de cadastrar a vaga em portais de carreira estratégicos e da sessão de vagas da própria empresa, você pode usar as redes sociais para a divulgação, por exemplo.

Outra dica para divulgar a vaga (e até mesmo para encontrar boas indicações de candidatos), é participar de eventos da área de TI, como Hackathons, Bootcamps etc.

4. Seja efetivo na triagem de currículo

Qual é o perfil de profissional de tecnologia que você precisa? Alguém especialista em alguma área mais técnica ou um candidato que trabalha em diversas frentes e apresenta habilidades mais gerais? Ter esse perfil definido (tanto técnico como comportamental) será muito importante para você conseguir fazer uma boa triagem de currículos

O primeiro passo para começar a selecionar possíveis candidatos em potencial é verificar, no currículo, se as habilidades técnicas, experiências e formação acadêmica, por exemplo, cumprem com o que foi listado nos requisitos obrigatórios e desejáveis na descrição da vaga.

Além dos requisitos, existem outros tópicos que você pode avaliar para selecionar os melhores currículos. Para isso, verifique:

  • se há no currículo projetos acadêmicos ou extracurriculares desenvolvidos pelo candidato;
  • a qualidade e variedade de portfólio na área;
  • as experiências profissionais anteriores e os estágios.

5. Avalie competências técnicas

Assim como a triagem de currículos, a avaliação de competências técnicas é fundamental para recrutar bons profissionais de tecnologia. Nessa etapa, é muito importante o envolvimento do gestor da vaga. Afinal, é essa pessoa que terá domínio total de assuntos mais técnicos e poderá avaliar o candidato com mais propriedade no assunto.

Além de uma entrevista com o candidato, para avaliar seus conhecimentos iniciais, o histórico profissional e fit cultural, um desafio técnico é interessante para testar as habilidades e competências mais específicas da vaga.

Assim sendo, será possível validar se a pessoa realmente apresenta o conhecimento que descreveu no currículo e na entrevista. Para isso, converse com o gestor e validem juntos como será o teste técnico, o prazo para conclusão e os principais aspectos que deverão ser analisados nos candidatos para a realização da atividade.

6. Foque na experiência do candidato

Apesar do desafio de recrutar profissionais de tecnologia, é importante que o RH sempre pense na experiência do candidato em todo o processo de recrutamento e seleção. Desenvolver uma boa relação entre marca empregadora e os talentos do mercado faz toda a diferença no próprio fortalecimento da marca, no engajamento dos candidatos e na sua reputação no mercado.

Para oferecer uma experiência positiva e rica para os candidatos, priorize o seguinte:

  • crie um processo estruturado, mas simplificado;
  • foque na personalização da comunicação com os candidatos;
  • mostre e fortaleça a cultura da empresa em todo o processo;
  • tenha empatia com os profissionais;
  • dê feedbacks positivos ou construtivos sempre que possível;
  • seja claro sobre os prazos para retorno de cada etapa;
  • busque inovar no processo seletivo.

7. Crie um onboarding estruturado

Além da seleção de bons profissionais, também é muito importante pensar e desenvolver um processo de onboarding estruturado, para integrar os melhores talentos na empresa e na sua cultura organizacional. Normalmente, o onboarding pode durar de três a sete dias. 

Nesse período, são apresentados ao novo colaborador os valores da empresa, as atividades que serão exercidas por cada departamento da organização, as visões e metas do negócio, além de objetivos e desafios. O objetivo é fazer com que os novos profissionais sintam-se parte da organização e reconheçam o valor do seu papel para a companhia.

Depois disso, o profissional deverá passar por uma fase de imersão na sua área de atuação e ser acompanhado pelos demais do setor. Esse momento será um período muito rico e de aprendizado. Por conta disso, ele deve ser bem estruturado e organizado em todos os momentos.

Como você viu, recrutar profissionais de tecnologia é algo que precisa ser feito de forma organizada e estratégica. Pense bem nos objetivos da empresa com a nova vaga e no perfil esperado. Para otimizar o seu trabalho e buscar por candidatos de forma mais precisa, experimente a solução Recrutamento Perfeito, da Catho Empresas

Por meio dela, você consegue encontrar profissionais por região e usar filtros avançados para suas buscas recebendo em troca currículos mais compatíveis com as vagas. Entre em contato conosco e saiba mais!

Prospecção ativa de candidatosPowered by Rock Convert

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.