Tecnologia e saúde mental no ambiente de trabalho: qual a relação?

Tecnologia e saúde mental no ambiente de trabalho: qual a relação?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o Brasil é o país mais ansioso do mundo. Dados como esse são um grande alerta para que mudemos nossos hábitos, inclusive no que diz respeito aos cuidados com a saúde mental no ambiente de trabalho.

Dito isso, fica uma dúvida: há alguma relação entre tecnologia e saúde mental? Claro que sim! O meio corporativo está cada vez mais tecnológico e, ao mesmo tempo que isso pode representar uma vantagem, também pode significar um desafio.

Então, como equilibrar os dois universos? E quais são os impactos vivenciados pelos colaboradores no cenário atual do mercado de trabalho, que exige tanto dos recursos tecnológicos? Continue a leitura para entender mais sobre o assunto!

Impacto da tecnologia na saúde mental

O impacto da tecnologia na saúde psicológica dos colaboradores é uma preocupação crescente no mundo moderno. Embora as inovações tecnológicas tenham trazido inúmeras vantagens para o local de trabalho, também introduziram desafios significativos para a saúde mental dos profissionais. 

Confira alguns a seguir!

Conexão em tempo integral

A constante conectividade, impulsionada por smartphones e dispositivos digitais, criou um ambiente em que os colaboradores podem ser contatados a qualquer hora do dia. 

Isso pode levar a uma sobrecarga, na qual os funcionários sentem a pressão de estar sempre disponíveis, mesmo fora do horário de trabalho. Logo, altos níveis de estresse e ansiedade podem ocorrer, prejudicando a qualidade do sono e o equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Informações rápidas e acessíveis

O uso excessivo de dispositivos pode levar ao esgotamento digital, no qual os profissionais se sentem sobrecarregados pela quantidade de informações que consomem diariamente. 

Além disso, a constante tentação de verificar notificações e atualizações é capaz de prejudicar a produtividade, resultando em distrações frequentes durante as horas de trabalho. Assim, todos saem perdendo!

Trabalho remoto

Embora a tecnologia tenha facilitado a comunicação, ela também pode levar a um aumento do isolamento social. As interações face a face são substituídas por mensagens de texto e videoconferências, o que pode desencadear sentimentos de solidão e desconexão emocional.

Isso é problemático tanto para a vida pessoal quanto profissional dos membros da equipe. Ainda que não aparente, esse aspecto também impacta na produtividade do time.

Perfeccionismo

A exposição constante a imagens e narrativas de sucesso nas redes sociais pode criar expectativas irreais sobre o que é uma carreira bem-sucedida e uma vida pessoal satisfatória. 

Os colaboradores podem experimentar uma pressão perfeccionista para atender a essas expectativas, causando altos níveis de estresse e autocrítica.

Em resumo, embora a tecnologia tenha transformado o ambiente de trabalho de maneira positiva, é essencial reconhecer e abordar os impactos negativos que ela pode ter na saúde mental dos profissionais. Esse é o primeiro passo para mudarmos essa narrativa!

Soluções tecnológicas para a saúde mental

Diante dos desafios que a tecnologia apresenta à saúde mental no ambiente de trabalho, é reconfortante saber que a mesma tecnologia que pode ser uma fonte de estresse também pode oferecer soluções para promover o bem-estar mental dos funcionários. 

Glossário do RH: entenda o vocabulário completo dos Recursos Humanos

Aqui estão algumas das soluções tecnológicas que estão sendo adotadas para apoiar a saúde psicológica no local de trabalho:

  • aplicativos de meditação e mindfulness;
  • plataformas de psicoterapia online;
  • ferramentas de gerenciamento do estresse;
  • treinamentos online;
  • jogos e aplicações para ensinar, conscientizar e distrair;
  • plataformas exclusivas de apoio à saúde mental, com recursos como vídeos educativos, testes e espaço para feedbacks.

Equilibrando o uso da tecnologia

Encontrar um equilíbrio saudável no uso da tecnologia é essencial para promover a saúde mental no ambiente de trabalho. Confira algumas dicas a seguir!

Estabeleça limites

É fundamental definir políticas claras sobre o uso de dispositivos tecnológicos durante o expediente, mesclando as atividades de forma consciente.

Além disso, encoraje os colaboradores a se desconectarem após o expediente para evitar a sensação de estar sempre de plantão. 

Defina horas específicas durante as quais não são esperadas respostas a e-mails ou mensagens, permitindo que os funcionários descansem e recarreguem suas energias fora das redes.

Incentive pausas frequentes

Promova a importância das pausas regulares durante o dia de trabalho e, com isso, incentive intervalos para alongamentos, exercícios de respiração ou simplesmente momentos de pausa.

Essas pausas podem melhorar a produtividade, reduzir o estresse e revitalizar a mente!

Uma forma bacana de implementar isso na rotina é por meio de atividades como a ginástica laboral e, claro, a integração entre os membros da equipe longe das telas.

Trabalhe a consciência digital

Eduque a equipe sobre a importância da consciência digital. Isso envolve estar ciente de quanto tempo estão passando online, especialmente em redes sociais, e como isso afeta seu estado mental. 

Ferramentas de rastreamento de uso podem ajudar os funcionários a entenderem seus padrões de uso e fazerem ajustes necessários.

Apoie atividades offline

Organize atividades offline, como eventos sociais, aulas de fitness ou sessões de meditação em grupo. 

Essas atividades promovem a interação social cara a cara, ajudando os funcionários a se desconectar da tecnologia e a se conectar uns com os outros de uma maneira significativa.

Consciência e educação

Por fim, promover a consciência e a educação sobre saúde mental no ambiente de trabalho é fundamental para criar uma cultura de apoio e compreensão. Confira algumas maneiras de fazer isso acontecer:

  • campanhas de conscientização, com panfletos e outros tipos de recurso;
  • workshops e palestras;
  • treinamentos;
  • programas de autocuidado;
  • presença de apoio de profissionais da saúde mental no ambiente profissional;
  • suporte para casos extremos, como os de denúncia de abuso ou assédio.

Ao investir na conscientização e educação sobre saúde mental, as empresas não apenas apoiam o bem-estar emocional de seus colaboradores, mas também contribuem para a construção de um ambiente de trabalho inclusivo, empático e solidário.

Em suma, a relação entre tecnologia e saúde mental no ambiente de trabalho é complexa e multifacetada. Ao reconhecer os desafios envolvidos no processo, as empresas podem adotar uma abordagem proativa para proteger e promover a saúde mental da equipe. 

Gostou do artigo? Para ter acesso a mais conteúdos como este, não deixe de assinar nossa newsletter. Juntos, podemos criar ambientes de trabalho mais saudáveis para todos!

Na Catho você acelera. Economize seu tempo e encontre o profissional que você procura.

Fale o que você pensa!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Desenvolvido por: Bulki e WPTotal