A importância do design universal no processo de recrutamento

A importância do design universal no processo de recrutamento

Entenda como o conceito de design universal favorece a contratação de profissionais na sua empresa!

O design universal é uma estratégia que desenvolve ambientes, sistemas operacionais e serviços que respeitam a diversidade humana e promovem a inclusão de todas as pessoas.

No local de trabalho, principalmente no processo de recrutamento, o design universal pode melhorar a acessibilidade e a interação nas diferentes etapas da seleção, resultando em benefícios para empregadores e candidatos. 

Siga com a leitura do conteúdo e entenda mais sobre o conceito de design universal e como a ferramenta pode ser aplicada no recrutamento.

O que é design universal

O design universal é uma abordagem que propõe a criação de ambientes, serviços, produtos e tecnologias utilizáveis por todas as pessoas, sem adaptações. O objetivo principal é atender às necessidades de todos os usuários, considerando a acessibilidade, a usabilidade e a inclusão.

A adoção do design universal no ambiente de trabalho incentiva a diversidade e reduz a segregação, garantindo que todos tenham igualdade de acesso e oportunidade para aproveitar os espaços. Com o recrutamento misto, por exemplo, as vagas externas são ocupadas mais rapidamente com o aumento da acessibilidade.

Como veremos a seguir, é fundamental garantir que o processo de admissão de talentos seja equitativo e acessível a todos, conforme os princípios do design universal. A ação amplia o alcance e permite a contratação de pessoas com capacidades, habilidades e características diversas.

Como o design universal se aplica ao recrutamento e seleção

Quando aplicado ao recrutamento e seleção de candidatos, o design universal cria um processo inclusivo desde o início. Para isso, todas as etapas, como a publicação de vagas, a entrevista e o preenchimento de formulários, são acessíveis a pessoas com deficiência e outros tipos de limitações físicas, sociais, culturais e de conexão.

Com o design universal, tanto os empregadores quanto os candidatos são beneficiados. Para isso, é preciso contar com ferramentas, recursos e iniciativas que favoreçam a navegação, a compreensão e a interação dos profissionais com as empresas. Veja a seguir!

Acessibilidade digital

Como forma de democratizar os ambientes virtuais, a acessibilidade digital torna a internet e as diferentes tecnologias acessíveis para uma maior quantidade de pessoas. O objetivo é que os usuários aproveitem os conteúdos digitais de sites, redes sociais, aplicativos e plataformas, de forma intuitiva e sem muito esforço.

Diversidade de candidatos

Com a adoção dos princípios do design universal no recrutamento, por exemplo, as chances de a empresa atrair candidatos com perfis e características diversas são maiores. Ou seja, é possível ter acesso a currículos de pessoas de diferentes condições físicas e intelectuais.

Roteiro para entrevista de emprego: o passo a passo para você criar o seu

Entrevistas acessíveis

Quando incentivada pelo conceito de design universal, a etapa da entrevista deve ser adaptada aos talentos e suas diferentes necessidades. Em entrevistas online, por exemplo, as videochamadas podem contar com tradução em tempo real ou legendas para facilitar a interação de candidatos com algum tipo de limitação.

Avaliações de habilidades

Para um bom processo de recrutamento, é importante que os empregadores realizem a avaliação das habilidades dos profissionais. É preciso considerar uma série de critérios nos currículos para que a seleção seja, de fato, inclusiva, como adaptabilidade, competências técnicas, motivação, atitude, valores, entre outros.

Políticas e regulamentações

A Lei n.º 13.146/2015 determina que todas as etapas de recrutamento, seleção, contratação, admissão e permanência no emprego sejam adaptadas às pessoas com deficiência e a outras condições limitantes. Além disso, a legislação é bastante clara ao promover a igualdade de oportunidades e incentivos aos profissionais.

Benefícios do design universal para empregadores 

A implementação de recursos de design universal ajuda a atrair uma variedade de candidatos, incluindo os que apresentam diferentes origens e habilidades. É uma maneira de ampliar a possibilidade e a quantidade de pessoas que podem ser contratadas.

Com o recrutamento inclusivo, a empresa tem a chance de construir equipes com perspectivas, visões e vivências diversas. Assim, o time pode fomentar a inovação por meio de novos olhares e contribuições, tendo mais facilidade, por exemplo, em tomar decisões e desenvolver soluções criativas.

Da mesma forma, os candidatos também são beneficiados com o conceito de design universal nas empresas. Nesse caso, os talentos passam a ter acesso às mesmas oportunidades de emprego, independentemente de gênero, idade, cultura, habilidades, entre outras particularidades.

O recrutamento inclusivo é uma medida vantajosa e que oferece diferencial competitivo às organizações. Com a abordagem, as companhias atraem pessoas altamente qualificadas e podem contratar perfis diversos e com grande potencial de desenvolvimento e ascensão profissional.

Exemplos de melhores práticas

Na prática, as empresas que baseiam suas estratégias de recrutamento em design universal planejam a contratação de candidatos desde as primeiras etapas. Para construir um recrutamento inclusivo, é importante priorizar algumas ações, como:

  • revisar detalhadamente a descrição da vaga para evitar exigências desnecessárias e excludentes;
  • evitar o uso de termos que ferem as pluralidades, deixando claro que todos os participantes terão oportunidades iguais durante o processo;
  • verificar se a divulgação das vagas está sendo eficiente em diferentes plataformas de emprego;
  • apresentar para os candidatos quais são as iniciativas da empresa em relação à inclusão e diversidade;
  • contar com ambientes de trabalho adaptados, principalmente para as pessoas com deficiência de mobilidade;
  • aplicar diferentes formatos de entrevistas para reduzir barreiras;
  • elaborar planos de carreira e oferecer políticas de benefícios, além de formação continuada para a melhoria contínua dos profissionais;
  • ter acesso a plataformas de contratação que incluam currículos de pessoas com deficiência e outros tipos de limitações físicas, sociais e culturais;
  • considerar, além das competências técnicas, as habilidades comportamentais dos candidatos.

Como vimos, o design universal desempenha um importante papel no processo de recrutamento. Lembrando que os benefícios da inclusão e da acessibilidade são estendidos a empregadores e candidatos, que podem contar com etapas de seleção mais equitativas e que ainda favorecem o sucesso da organização.

Ao adotar os princípios do design universal, as empresas também têm a oportunidade de ganhar diferencial e melhorar a percepção da marca. Para isso, vale a pena conhecer o plano avançado de contratação de candidatos da Catho, que conta com divulgações de vagas exclusivas de pessoas com deficiência.

Gostou do conteúdo? Aproveite a visita e assine a newsletter Momento Catho agora mesmo para ficar por dentro de todas as novidades e tendências do RH!

Na Catho você acelera. Economize seu tempo e encontre o profissional que você procura.

Fale o que você pensa!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Desenvolvido por: Bulki e WPTotal