O uso eficaz de dados no processo de seleção

O uso eficaz de dados no processo de seleção

Entenda como o acesso às informações favorece a contratação de talentos alinhados com a organização!

Você sabe qual a importância de utilizar dados no processo de seleção de candidatos? A estratégia é indicada para empresas que desejam transformar o processo de recrutamento e reduzir custos com ele, tornando-o ainda mais preciso e eficiente.

Isso porque a coleta e a análise dos dados ajudam a identificar talentos promissores com mais facilidade, melhorando como um todo a tomada de decisão. Dessa forma, as organizações podem realizar contratações com menos riscos e, consequentemente, alcançar bons resultados com a tarefa.

Acompanhe a seguir e entenda como o uso eficaz de dados no processo de seleção de candidatos favorece o recrutamento. Confira!

A era dos dados no recrutamento

Um processo seletivo orientado por dados aumenta as chances de os empregadores contratarem os profissionais certos para cada vaga em aberto. Por meio de tecnologias voltadas para a gestão de pessoas, as empresas têm mais facilidade em realizar a triagem e a escolha dos currículos.

Nesse sentido, a coleta e a análise de dados desempenham um papel fundamental na identificação dos melhores talentos. Um software baseado em inteligência artificial, por exemplo, é capaz de fornecer insights e informações valiosas que aceleram o processo de recrutamento.

Além disso, com as ferramentas adequadas, tarefas que antes tomavam muito tempo para serem executadas são otimizadas, reduzindo custos, tempo e erros. Com o apoio da tecnologia, portanto, o RH pode direcionar o foco para ações mais estratégicas, como educação corporativa e melhora do clima organizacional.

Contar com dados precisos desde as primeiras etapas do recrutamento é fundamental para as companhias que desejam agilizar as suas operações. Para tanto, é importante realizar investimentos em sistemas inteligentes que trazem benefícios tanto para a gestão de pessoas quanto para a rotina da organização.

Coleta de dados eficaz

Para que os dados realmente apresentem resultados positivos no processo de seleção de candidatos, a missão do RH é priorizar a coleta e a análise constante das informações. Essa ação deve acontecer desde a triagem dos currículos até a etapa de condução das entrevistas.

Como citamos, com a prática, é possível selecionar os profissionais que mais se adequam ao perfil técnico e comportamental de um cargo. Com isso, os recrutadores têm uma visão completa dos diferenciais dos talentos, podendo escolher os colaboradores que melhor atendem aos requisitos da contratação.

A seguir, confira o que é necessário para realizar a coleta de dados de maneira eficiente!

Análise preditiva

A análise preditiva é uma metodologia que permite a coleta, gestão e verificação das informações apresentadas pelos candidatos. Ela também pode ser usada para prever quais profissionais têm maior probabilidade de sucesso com base em dados históricos e indicadores de desempenho.

Além disso, a análise preditiva ainda permite medir o sucesso das estratégias de atração de talentos. Com a tecnologia, por exemplo, o departamento de RH pode aperfeiçoar práticas e reduzir esforços e recursos com ações que não favorecem o recrutamento de pessoas.

Roteiro para entrevista de emprego: o passo a passo para você criar o seu

Diversidade e inclusão

O uso de dados também ajuda a promover a pluralidade organizacional, ou seja, a diversidade e inclusão na empresa. Com uma boa coleta de dados, é possível monitorar a quantidade de pessoas com deficiência, mulheres e candidatos LGBTQIAP+ que participaram do processo seletivo.

Com base nas informações, também fica mais simples avaliar, por exemplo, se os requisitos das vagas em aberto são compatíveis com o perfil de profissionais diversos. Assim, o RH tem a possibilidade de aperfeiçoar o planejamento e a atração de candidatos alinhados aos valores e à missão do negócio.

Melhoria contínua

Um dos grandes diferenciais que a coleta e análise de dados no recrutamento oferece é a melhoria contínua no processo e a redução significativa de despesas relacionadas à contratação. Isso porque, com uma tecnologia de gestão de pessoas, o RH tem mais chances de ter insights valiosos que aceleram a tomada de decisão.

De acordo com Thaylan Toth, CEO e fundador da Mindsight, em matéria da IT Forum, “essas informações permitem que os recrutadores e gestores de RH desenvolvam perfis de candidatos mais precisos e alinhados com as necessidades da empresa. Além disso, a análise de dados também pode ajudar a identificar canais de recrutamento mais eficazes, medir o tempo médio de contratação e avaliar a qualidade das contratações realizadas”.

Assim, todas as tarefas que envolvem a seleção de profissionais podem ser aprimoradas, como a divulgação e o anúncio das vagas, a triagem de currículos e a etapa da entrevista. Com o tempo, o RH ainda consegue avaliar quais são os principais desafios a serem superados, antecipando o desenvolvimento de soluções.

Ferramentas de análise

Atualmente, existem inúmeras ferramentas e softwares voltados para a coleta e a análise de dados. Em geral, os sistemas centralizam as informações em um banco de dados inteligente que possibilita que o departamento de RH realize uma verificação mais fácil e rápida do perfil dos candidatos.

Com isso, é possível, por exemplo, mapear as competências, as habilidades técnicas e comportamentais, e o fit cultural em cada talento. Os resultados auxiliam o RH a melhorar tudo o que envolve o processo de seleção, como triagem, entrevistas, retorno das etapas e feedback dos recrutadores.

Segurança de dados

Para ter mais segurança em relação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), é fundamental que as empresas avaliem quais são as informações essenciais que podem ser coletadas dos candidatos, como características pessoais, padrões comportamentais e indicadores de desempenho.

Nesse sentido, o departamento de RH precisa ter um cuidado a mais, sobretudo com os dados sensíveis dos profissionais. Para isso, é essencial agir em conformidade com a lei, até mesmo para evitar penalizações relacionadas à privacidade das pessoas.

Treinamento e desenvolvimento

Garantir um bom treinamento e capacitação dos colaboradores responsáveis pela coleta e análise dos dados é fundamental. Sem isso, as diferentes etapas do processo de recrutamento e algumas informações podem acabar apresentando resultados incompatíveis e imprecisos.

A liderança, por exemplo, pode propor projetos de desenvolvimento para o RH, oferecendo mentorias, cursos e materiais que ajudam no aperfeiçoamento das estratégias. A partir disso, as organizações apresentam mais chances de otimizar as atividades relacionadas à contratação de pessoas.

O uso eficaz de dados no processo de seleção traz muitos benefícios às empresas. A prática é capaz de proporcionar insights, melhorar a precisão das decisões e contribuir para o sucesso geral do negócio. Lembre-se apenas que é essencial garantir a segurança dos dados no RH para usufruir ao máximo das tecnologias.

Aproveite a visita e baixe agora mesmo o e-book LGPD para RH: confira o guia completo com tudo o que você precisa saber gratuitamente!

Na Catho você acelera. Economize seu tempo e encontre o profissional que você procura.

Fale o que você pensa!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Desenvolvido por: Bulki e WPTotal