bem-estar no trabalho

7 boas formas de promover o bem-estar no ambiente de trabalho

Como está diretamente relacionado à produtividade das equipes, o bem-estar no trabalho é um tema recorrente nas empresas, certo? Quando as pessoas estão satisfeitas com o seu ambiente laboral, a tendência é que elas se sintam mais motivadas e engajadas com os objetivos da companhia, o que impacta positivamente os resultados.

Logo, no cenário em que há a possibilidade de volta ao trabalho presencial, com o progresso da vacinação de Covid-19, o desafio dos times de gestão de pessoas está em garantir o entusiasmo das equipes. Será necessário guiar a adaptação dos colaboradores na volta ao trabalho nos escritórios físicos das empresas, depois de um grande período em formato home office ou híbrido.

Para ajudar você, preparamos este artigo com 7 formas de promover o bem-estar no ambiente de trabalho. Anote as dicas!

1. Invista no ambiente

Para a volta ao trabalho nas empresas, é preciso garantir que as medidas de profilaxia propagadas pelas autoridades de saúde para combater o novo coronavírus sejam efetivadas na companhia. Também é preciso estar atento à humanização das atividades.

Após um grande período fora do ambiente corporativo, as pessoas podem ter receios e até se sentirem pouco motivadas. O medo do contágio é outro fator que deve ser considerado.

Nesse sentido, fazer uma pesquisa para identificar como as pessoas estão se sentindo e quais os anseios delas para a volta ao trabalho é fundamental para garantir o sucesso do retorno das atividades presenciais.

2. Encoraje as práticas de exercícios físicos

O sedentarismo e a obesidade, que trazem vários prejuízos à saúde, são realidades a que as empresas devem estar atentas, seja qual for o contexto.

Funcionários que convivem com esses quadros tendem a se afastar mais do trabalho, o que causa grandes prejuízos. Além disso, empresas que investem em qualidade de vida e bem-estar no trabalho são bem-vistas pelos clientes e a sociedade como um todo, pois revelam preocupação com as pessoas.

Para afastar o risco de doenças ocupacionais ou em consequência do estilo de vida, a empresa deve encorajar seus funcionários a praticar exercícios físicos, pois esse hábito traz benefícios tanto físicos quanto mentais.

Para isso, a organização pode fazer a promoção de programas de qualidade de vida, incentivando a prática de exercícios físicos em parques, academias e, até mesmo, dentro da empresa. Também é possível contratar profissionais especializados para sessões in loco, o que requer algum espaço.

Em tempo de pandemia, a empresa ainda pode incentivar que os funcionários assistam a videoaulas de atividades físicas e pratiquem em casa com a família. Com isso, além de incentivar que todos saiam do sedentarismo, ainda é possível combater algumas doenças mentais que atingem os profissionais na atualidade, como a síndrome de burnout.

3. Oferte um salário sob demanda

Em época de crise econômica, o salário sob demanda é uma modalidade de remuneração que está ajudando os colaboradores a terem mais qualidade de vida. Com a economia instável e o aumento da inflação, fica cada vez mais difícil pagar as contas em dia.

Assim, o salário sob demanda é uma solução para que os funcionários possam receber pelas horas trabalhadas, mas ainda não pagas. Isso traz um fôlego para o colaborador quitar as suas dívidas e se planejar financeiramente, fazendo com que ele tenha mais foco no trabalho, o que é fundamental para a entrega de resultados.

4. Melhore a comunicação interna

Informações desencontradas e feedbacks não concedidos (ou, pior, dados em momentos inoportunos) comprometem a motivação da equipe e interferem negativamente no clima organizacional da companhia. Logo, esse cenário deve ser evitado. 

Para isso, é possível contar com o comprometimento da liderança para que se façam reuniões constantes de alinhamento. Reforçar a comunicação nos canais da empresa, como jornais, listas de e-mail, intranet e redes sociais, é fundamental para horizontalizar a informação e conquistar mais engajamento no trabalho.

5. Cuide do clima organizacional

Saber como os colaboradores se sentem em relação à empresa é fundamental para a consolidação do bem-estar no trabalho. Para isso, é preciso medir periodicamente o clima organizacional, o que pode ser feito por meio de uma pesquisa de clima ou, simplesmente, pela aplicação de questionários.

Também é possível fazer reuniões individuais e em grupo para identificar como as pessoas se sentem diante de determinadas situações, a exemplo do trabalho híbrido e do home office.

Nesse cenário, a gestão de pessoas pode fazer a avaliação das perspectivas quanto aos comportamentos relevantes e avaliar se eles interferem ou não no bom andamento das atividades na empresa, além de conceder subsídios para que as ações para a promoção do bem-estar no trabalho sejam otimizadas.

6. Adote a flexibilidade

Poucas coisas dentro de uma empresa são tão desmotivantes para os colaboradores quanto a rigidez, que leva ao engessamento de processos e regras. Isso faz o funcionário se sentir constantemente pressionado pelas práticas impostas, o que gera bastante desconforto durante a realização do trabalho.

O resultado da equação é: trabalhadores pouco comprometidos com a empresa, o que eleva as taxas de absenteísmo e turnover, além de impactar negativamente a produtividade.

Logo, adotar práticas mais flexíveis no ambiente laboral com relação a cumprimento de horário, execução de tarefas e estabelecimento de prazos é uma estratégia bastante positiva para promover o bem-estar no trabalho. 

Além disso, essa postura por parte da empresa colabora para a proximidade entre ela e seus profissionais, o que melhora o clima organizacional e contribui para o aumento do engajamento com a organização.

7. Gerencie os benefícios

Os benefícios concedidos aos funcionários também precisam ser revistos de tempos em tempos, para que se adéquem às necessidades deles.

Convênios com escolas, academias, farmácias e outros estabelecimentos também contribuem para a elevação da qualidade de vida do funcionário, ajudando a melhorar a marca empregadora da empresa. Para saber quais são os melhores benefícios para a sua empresa, é preciso ouvir os colaboradores, o que pode ser feito por meio de questionários.

Ficou claro que a promoção do bem-estar no trabalho deve ser considerada pela gestão de pessoas da empresa? Tenha em mente que estamos falando de uma prática que, além de contribuir para a qualidade de vida do colaborador, traz resultados bastante positivos para a empresa.

Se este artigo sobre como promover o bem-estar no trabalho ajudou você, faça a informação circular mais: compartilhe o nosso post nas redes sociais, para que mais pessoas possam pensar sobre o tema!

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.