diversidade nas empresas

Qual a importância da diversidade nas empresas?

Muito se tem discutido sobre a importância da diversidade nas empresas. Com a ascensão das novas gerações no mercado de trabalho — principalmente a Z (pessoas nascidas em meados dos anos de 1990 até 2010) —, essa temática foi impulsionada.

O principal motivo se refere a uma das características das novas gerações: são profissionais muito fiéis aos seus valores e princípios éticos. Dessa maneira, esses talentos são atraídos por organizações que têm uma política de diversidade e inclusão clara e eficaz.

Neste post, você vai compreender mais sobre o conceito de diversidade nas empresas e como fazer a inclusão dos profissionais. Continue a leitura para saber mais sobre o assunto!

Afinal, o que significa diversidade nas empresas?

Implementar a diversidade nas empresas é um passo muito importante, se o seu negócio quer se manter competitivo. Muitos gestores acreditam que o conceito está claro e que a sua organização atende às necessidades do mercado. Infelizmente, a visão míope em torno dessa temática pode ser o agente causador da ruína do seu negócio. É por isso que vamos esclarecer a você o que significa diversidade e inclusão.

A diversidade nas empresas diz respeito a ações que promovem a atração e retenção de talentos de diversos grupos culturais. Uma empresa diversificada é aquela que contrata profissionais para diversos cargos, independentemente da sua classe social, cor, gênero, orientação sexual, condições físicas e/ou mentais e, até mesmo, de qual universidade o talento se graduou.

O grande desafio nas empresas não está somente na atração desses talentos, mas na retenção. É preciso implementar a inclusão no ambiente de trabalho. Ela é a etapa mais difícil dessa jornada, pois é necessário realizar mudanças na cultura do negócio e desconstruir preconceitos que outros profissionais trazem consigo.

Quais as vantagens da diversidade nas empresas?

A diversidade nas empresas só traz benefícios para o negócio, quando a inclusão é uma realidade. Isso significa que não adianta investir em contratações diversificadas, se o clima organizacional não é legal, ou seja, quando esses talentos não têm condições ideais para desempenhar as suas funções com qualidade.

A partir do momento que a sua organização investe e monitora as ações de inclusão, o sucesso é uma consequência. É importante que você tenha uma equipe de Comunicação Corporativa que atue de maneira estratégica para fortalecer a cultura do seu negócio. A seguir, descubra quais são os principais ganhos da diversidade e inclusão nas empresas.

Estímulo à criatividade colaborativa

Com certeza, você já deve ter ouvido a seguinte frase: “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. Essa icônica frase foi dita pelo cientista Albert Einstein, e retrata muito bem como a diversidade de talentos nas empresas pode contribuir para resultados extraordinários.

É impossível que o seu negócio desenvolva soluções inovadoras, se ele está sempre contratando profissionais que se enquadram em um mesmo padrão ou grupo sociocultural. É por meio da diversidade nas empresas que produtos pioneiros e diferenciados surgem no mercado. Ela permite que a criatividade colaborativa, ou seja, o brainstorming coletivo seja estimulado diariamente.

Redução de conflitos na empresa

Um estudo publicado pela Harward Business Review, em 2015, revelou que as empresas que investem em ações de diversidade e inclusão apresentam 50% menos de chance de ocorrência de conflitos. O motivo é que há um aprendizado no que tange o respeito às diferenças. Claro que não é algo que acontece da noite para o dia. É preciso um trabalho estratégico da Comunicação Interna, para que os resultados sejam ainda mais expressivos.

Potencialização da performance

A melhora nos resultados financeiros da sua empresa é uma consequência. O investimento em ações de diversidade e inclusão não atrai somente novos talentos para o negócio. Essa boa prática traz também investidores, além de novos clientes. Lembre-se de que as novas gerações que estão chegando ao mercado não fazem parte somente do grupo de profissionais, mas de todos os outros stakeholders — partes interessadas — da sua marca.

Diminuição da taxa de turnover

Um dos grandes vilões na gestão de custos do negócio é o turnover (rotatividade de colaboradores) elevado. Será que o seu departamento de Recursos Humanos faz a mensuração desse indicador? Se não faz, está na hora de começar a identificar o quanto o seu RH perde de capital pela troca contínua e elevada de funcionários.

De acordo com um estudo realizado pela EBN (Employee Benefits News, ou Notícias sobre Benefícios de Colaboradores), o custo de turnover pode chegar até 33% do valor da remuneração anual do colaborador. Logo, se ela é no valor de R$ 3 mil, temos:

= R$ 3.000 x 12 x 0,33 = R$ 11.880.

Imagine esse custo ampliado para todas as situações de novos desligamentos e contratações? O motivo desse valor alto se dá em decorrências de todos os procedimentos necessários para atrair talentos e prepará-los para atuar no seu negócio, como treinamentos, disponibilização de kits de admissão e equipamentos.O combate à elevada taxa de turnover contribui diretamente para a otimização da performance financeira da sua empresa.

Fortalecimento do Employer Branding

O Employer Branding, ou Marca Empregadora, é uma estratégia de comunicação aplicada à sua gestão de talentos. O objetivo dela é atrair os melhores especialistas do mercado, fazendo com que sua empresa se consolide como um bom lugar para se trabalhar. Quanto melhor é a percepção dos profissionais em relação à sua organização, mais propensos a trabalhar nela eles se tornam.

Assim como no marketing tradicional, a melhor maneira de atrair novas oportunidades é por meio de pessoas que são promotoras do seu negócio. Essa lógica é percebida na Marca Empregadora quando os seus colaboradores se tornam evangelizadores da sua empresa, ou seja, o seu negócio se torna uma marca admirada por eles.

Como promover a diversidade e a inclusão?

Para promover a diversidade e a inclusão em qualquer organização, é necessário o investimento em People Analytics (Análise de Pessoas), buscar informações no mercado — como benchmarking com cases de sucesso —, e olhar para dentro do seu negócio. Faça um diagnóstico, como uma análise SWOT para identificar quais são as oportunidades existentes na empresa para criar um ambiente mais diversificado.

Nesse sentido, é interessante que o seu negócio aposte em:

  • grupos de debate;
  • aprimoramento da cultura corporativa;
  • adequação da estrutura física.

É importante reforçamos esse último ponto, pois é preciso validar a necessidade de o espaço físico das dependências da sua empresa passar por adequações, a fim de se tornar acessível para pessoas com deficiência, por exemplo. Afinal, não adianta investir em estratégias de posicionamento de marca de diversidade nas empresas, se elas não têm estrutura que permitam a inclusão real dos profissionais.

Quer ficar por dentro das novidades em People Management e descobrir mais estratégias para melhorar o desempenho do seu negócio? Inscreva-se na nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos, diretamente no seu e-mail!

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.