ética profissional

Por que a ética profissional é tão importante no ambiente corporativo

Banner Black November

Derivada do grego ethike, cujo significado se relaciona ao termo “costumes”, o dicionário define a palavra ética como “conjunto de princípios, normas e regras que devem ser seguidos para um comportamento exemplar”. 

Assim é a ética profissional. Ela é o resultado de uma cultura empresarial que se baseia no bem-estar do grupo, alcance de resultados, respeito mútuo e outros comportamentos exclusivos daquela organização.

Quer saber por que isso acontece e como conquistar esse patamar? Dê uma olhadinha no artigo que preparamos sobre o assunto.

O que é ética profissional?

A ética é uma parte da Filosofia que tem o propósito de estudar aquilo que é bom ou mau, certo ou errado nas relações humanas. Ela serve como base e determina padrões de comportamento moral — seja de um indivíduo ou um grupo de pessoas.

Trazendo a discussão para o mundo corporativo, a forma como nos relacionamos é um fator decisivo para a saúde da organização e o relacionamento entre:

  • empresa e candidatos a uma vaga de emprego;
  • empresa e colaboradores;
  • empresa e fornecedores;
  • empresa e clientes;
  • empresa e sociedade.

A ética profissional sustenta todas essas relações, mas não adianta só tentar empregar esses princípios no dia a dia do colaborador, indicando a forma que ele deve se comportar.

É obrigação das corporações aplicar esse conceito por meio de estratégias, posicionamentos e da comunicação organizacional. O objetivo é melhorar e otimizar o ambiente de trabalho, e a prestação dos serviços.

Por que a ética profissional é tão importante?

De modo geral, o código de ética profissional é elaborado para garantir que os colaboradores se comportem de maneira respeitosa uns com os outros. Ele também deixa claro aos fornecedores, terceirizados, clientes e demais parceiros comerciais o seu modo de agir e a postura esperada de cada um deles.

No geral, o propósito é construir um relacionamento duradouro e pautado na confiança. Por esse motivo, não se trata só de estabelecer regras, mas de enviar a mesma mensagem para toda a sua rede de relacionamentos.

Por falar em regras, é importante mencionar que elas também têm consequências quando violadas. Dito isso, o código de ética profissional é importante por estabelecer relações saudáveis internamente e externamente. Além disso, é uma forma de declarar para o mercado os seus valores, compromissos e políticas.

Como incentivar a ética profissional na empresa?

Empresas que constroem relações com postura mais transparente, humana e correta proporcionam ao colaborador e aos clientes o sentimento de responsabilidade e confiança.

Com conexões desenvolvidas com qualidade, o processo de incentivo da ética profissional aos colaboradores se torna orgânico. Mas, para que as relações éticas atinjam esse patamar, é importante estar atento a algumas questões consideráveis.

Toda organização é constituída por pessoas. Portanto, é importante que ela padronize as relações, comunicando com nitidez a postura que espera dos seus colaboradores e parceiros de negócios.

Uma boa dica é a criação do código de ética interno que evidencia os valores da instituição e suas regras de conduta propriamente ditas. Dessa forma, todos aqueles que se relacionam estarão cientes daquilo que é esperado. 

Uma vez que a ética profissional acontece nas relações humanas, é importante ter uma atenção especial com quem está chegando. A equipe responsável por captar e selecionar talentos jamais pode esquecer da importância de escolher profissionais conectados com os ideais da empresa.

A utilização de dinâmicas ou testes de perfil comportamental são fundamentais para fazer a escolha certa e manter o clima organizacional saudável. 

Quais são os benefícios trazidos pela ética profissional?

Além de todas as vantagens expostas até agora, a ética profissional traz outros benefícios agregados quando aplicadas em situações específicas. Separamos algumas para explicar a você. 

Confiança

O futuro do trabalho promete uma tendência já antecipada pela pandemia: a do trabalho remoto. Seja para atender ao novo perfil que chega ao mercado, seja para garantir os benefícios econômicos de ter os times trabalhando de casa e, assim, diminuir os custos com estrutura. Sem um código de ética profissional adequado, esse modelo de jornada não funciona.

As empresas precisam confiar que os profissionais serão capazes de atender às demandas diárias. Por outro lado, contratante e contratado devem trabalhar a confiança mútua para ter certeza de que o fato de não estarem no mesmo ambiente físico não prejudica ou esfria a relação.

Diversidade

Uma vez que o código de ética profissional é uma forma de mostrar aos profissionais e ao mercado de trabalho como um todo que a empresa valoriza relacionamentos saudáveis e duradouros, é necessário que a instituição faça a sua parte.

Organizações éticas se preocupam com o próprio comportamento e estão interessadas em fazer a diferença na sociedade. Com isso, são adeptas a conceitos muito apreciados e necessários, como a diversidade dos negócios.

Para as empresas, a pluralidade cultural pode ser vista como uma estratégia de crescimento. As vivências de cada colaborador agregam ao trabalho, fazendo com que os processos decisórios e a busca de soluções de problemas se tornam mais criativos, além de proporcionarem muitos outros benefícios.

Vale destacar que a troca de experiência entre os profissionais estimula os times a serem mais tolerantes, afinal, todo mundo tem algo a ensinar e aprender.

Recrutamento

Atrair e reter talentos é um desafio em comum em todas as empresas. Hoje, a competitividade do mercado não se limita a fidelizar clientes ou oferecer o melhor produto. A mão de obra humana é essencial para construir as melhores estratégias, bater metas e fazer o negócio crescer.

Os processos de recrutamento e seleção não começam na abertura e divulgação de uma vaga. Toda organização precisa trabalhar sua imagem constantemente.

Ela deve, portanto, ocupar a posição de ser o objetivo profissional dos maiores talentos do mercado. Dito isso, vale ressaltar que todo trabalho realizado em relação ao desenvolvimento da ética profissional é essencial para se tornar uma marca atrativa.  

Independentemente do ramo de atuação da empresa, ter comprometimento com a ética profissional é uma das suas obrigações. Colher bons resultados e sustentar uma imagem positiva no mercado depende de vários fatores, incluindo a qualidade das relações e da postura dos colaboradores.

Se este post foi importante para você, use o formulário abaixo para assinar a nossa newsletter e ter acesso a conteúdos sempre atualizados sobre gestão de pessoas e RH!

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.