dados de candidatos

Dados de candidatos: como e por que gerenciá-los?

O RH precisa ser cada vez mais estratégico para acompanhar o ritmo do mercado e poder contribuir com o desenvolvimento da organização, certo? Com certeza, esse é um grande desafio para a gestão das empresas, mas é possível contorná-lo com as facilidades proporcionadas pelo RH 4.0.

Ou seja, com a ajuda da tecnologia, é possível usar os dados de candidatos como fonte estratégica para a tomada de decisão nas empresas, o que contribui para otimizar todo o processo de recrutamento e seleção.

Nesse cenário, a cultura data driven ganha cada vez mais espaço nas organizações, podendo ser usada de maneira estratégica nos processos seletivos, de modo mais relevante na gestão de currículos, que também deve seguir os direcionamentos da Lei Geral de Proteção de Dados, a LGPD.

Quer saber mais sobre como e por que gerenciar os dados dos candidatos? Então, continue a leitura!

O que é cultura data driven?

Essa pode ser entendida como processos orientados por dados, que utilizam a análise de informações para verificação, sendo que esses dados são concedidos por diversos setores de uma empresa.

Assim, os gestores se baseiam nessa análise para que as decisões sejam tomadas e podem aumentar o sucesso das atividades exercidas na empresa.

No departamento de RH, mais especificamente em relação aos processos de recrutamento e seleção, a análise é voltada para a avaliação dos candidatos, a fim de identificar aqueles mais aderentes à vaga em aberto.

Com isso, as possibilidades de maior aderência do candidato ao cargo levam a uma maior produtividade e à queda da rotatividade de pessoal — o temido turnover.

O data driven utiliza os recursos de inteligência artificial (IA) e machine learning para verificar grandes quantidades de dados. Como faz uso de diversas fontes, esse processo dentro do RH também é chamado de recrutamento inteligente.

Como a cultura de gerenciamento de dados se aplica ao RH?

Como mencionamos, o gerenciamento de dados de candidatos se aplica ao setor de RH nos processos de recrutamento e seleção, em especial, na análise do currículo de profissionais que pleiteiam um cargo na organização.

Devido à sua assertividade, a implantação da cultura data driven nos processos de recrutamento online é um passo fundamental para o desenvolvimento saudável de empresas que desejam se destacar no mercado.

Baseado nos dados coletados, é possível fazer o alinhamento entre o perfil dos contratados e a empresa, além de mensurar e avaliar o desempenho de colaboradores, o que favorece a gestão de equipe.

No entanto, para que essa verificação faça sentido, é importante que os recrutadores do RH saibam como usar essas informações de maneira objetiva, com a intenção de melhorar as tomadas de decisão.

Para tanto, é importante fazer a mensuração não apenas das informações do setor de recrutamento e seleção, mas também considerar os índices de satisfação dos colaboradores.Esses dados podem ser:

  • desempenho;
  • pesquisa de clima;
  • turnover;
  • absenteísmo.

Como gerenciar os dados de candidatos da melhor forma?

A automação dos processos, com a adesão de softwares de recrutamento e seleção, é a forma mais indicada para implantar a cultura data driven na empresa. Com a ajuda de ferramentas, é possível utilizar o Big Data para fazer análises estratégicas e realmente alinhadas com a necessidade da companhia.

Assim, com as ferramentas certas e uma estratégia bem definida para os processos de recrutamento e seleção — o que envolve saber muito bem o perfil comportamental e técnico pretendido para cada vaga —, as chances de sucesso nas contratações são elevadas, o que otimiza o resultado de toda a empresa, como veremos a seguir!

Quais são os impactos de uma gestão de dados eficiente?

Uma gestão de dados de candidatos eficiente é capaz de otimizar os processos de recrutamento e seleção, elevando os resultados da companhia em termos de qualidade e de produtividade. Confira a seguir os motivos para analisar os dados de candidatos.

Redução de custos de contratação

Recrutamentos e seleções mais inteligentes proporcionam uma economia significativa de tempo e recursos para as companhias. Consequentemente, é possível contratar profissionais mais alinhados com o fit cultural da organização.

Redução do turnover

Um dos maiores desafios da gestão do RH na atualidade é a retenção de talentos. Quando a empresa eleva o índice de assertividade nas contratações, as pessoas tendem a se adaptar melhor ao cargo, e as taxas de rotatividade são reduzidas. Com isso, é possível observar uma elevação nos níveis de produtividade e na qualidade dos produtos e serviços ofertados.

Redução no tempo de contratação

Na contratação data driven, é possível reduzir o espaço de tempo entre a abertura da vaga e a efetivação do candidato, além, é claro, da elevação na qualidade das contratações.

Dessa forma, a verificação dos dados é feita utilizando a automação das tarefas, dando origem a processos seletivos muito mais eficientes e ágeis.

Mais efetividade na escolha do candidato

Já comentamos que, utilizando os dados dos candidatos, é possível otimizar a tomada de decisões, fazendo com que o processo se torne muito mais eficiente.

Isso acontece porque questões subjetivas são descartadas dos processos seletivos, e as decisões passam a ser tomadas prioritariamente baseadas em dados, o que eleva o potencial de sucesso nas contratações.

Melhoria na experiência do candidato

A experiência do candidato tem sido algo bastante considerado pelas empresas, pois impacta diretamente na marca empregadora da organização. Assim, quando os candidatos passam a receber feedbacks e participam de processos seletivos alinhados com o seu perfil, eles têm uma melhor experiência.

Outro ponto relevante a ser destacado é que as candidaturas burocráticas e os testes exaustivos são descartados, o que também favorece processos seletivos mais fluidos e satisfatórios.

Como vimos ao longo desta leitura, os profissionais de RH têm uma grande responsabilidade ao trabalhar com dados de candidatos, e o uso dessas informações pode ser altamente estratégica para elevar as chances de sucesso nas contratações.

Logo, os dados de candidatos podem ser usados para melhorar os processos de recrutamento e seleção nas empresas e, para isso, é possível contar com a ajuda da tecnologia, a exemplo da adoção de um software de recrutamento e seleção.

Se você gostou deste artigo sobre dados de candidatos, confira também LGPD no RH: veja como preparar o setor para as regras e procedimentos.

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.