integração pcd na empresa

Como realizar a integração de um profissional com deficiência na empresa?

A Lei de Inclusão da Pessoa com Deficiência, conhecida como LBI (Lei Brasileira de Inclusão), entrou em vigor em 2015 e beneficia mais de 45 milhões de pessoas. Para quem não sabe, ela foi feita inspirada na Convenção Internacional sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência e também fortalece os pressupostos da Lei de Cotas.

O seu objetivo é garantir direitos fundamentais às pessoas com deficiência, além de também certificar que elas tenham acesso à informação e à Justiça. Essa Lei é um importante avanço para melhorar a qualidade de vida desses profissionais e a sua integração nos ambientes sociais.

Neste artigo, você confere as melhores ações para implementar a integração dos profissionais na empresa. Vamos lá?

Tenha uma cultura de diversidade e inclusão

O primeiro passo para conseguir fazer a inclusão de pessoas com deficiência é ajustar a cultura da sua empresa. É essencial que a temática da diversidade e inclusão faça parte do seu quadro de valores, e, ainda, que existam metas, que devem ser usadas como guia para a definição de um plano de ação dentro do seu negócio.

É importante que a diferença entre o conceito de diversidade e inclusão esteja muito clara para todos os seus colaboradores. Inclusive, você sabe qual é? Para que possa entender, a diversidade é quando temos a presença de pessoas diferentes em um mesmo local. Agora, a inclusão é quando essas pessoas são postas de maneira justa nesse lugar, promovendo a sua integração com o meio.

Como bem disse Vernã Myres, uma das principais ativistas negras da atualidade, “diversidade é chamar para a festa. Inclusão é chamar para dançar”.

A partir da conscientização dos seus colaboradores, as pessoas com deficiência vão conseguir, de fato, se sentirem incluídas. Não adianta a empresa oferecer postos de trabalho, se o ambiente não está pronto para respeitar as diferenças. Quando esse cenário acontece, a tendência é que os profissionais com deficiência tenham uma experiência muito negativa — e um clima corporativo desfavorável não é legal.

Consolide grupos

Quantas pessoas do seu quadro de pessoal se enquadram em grupos de diversidade e inclusão? Faça esse mapeamento e convide alguns profissionais para serem o apoio do negócio na consolidação de estratégias eficazes para fortalecer o senso de respeito e pertencimento da sua organização.

Os grupos de diversidade e inclusão devem ser um recurso para que o diálogo entre a marca e as pessoas que fazem ela crescer seja cada vez mais estimulado. É importante que as ações desenvolvidas sejam compartilhadas para todos os seus colaboradores.

Lembre-se de que o ser humano aprende melhor por meio do exemplo, então mostre o que a empresa faz para melhorar a integração dos profissionais na empresa.

Garanta a acessibilidade

Lembra que comentamos sobre a importância do ambiente estar preparado para a integração dos profissionais na empresa? Bem, isso não diz respeito somente ao pensamento dos colaboradores do seu negócio. É essencial que a estrutura da sua empresa também seja inclusiva.

Todas as questões relacionadas à acessibilidade devem ser olhadas com cuidado, pensando na experiência da pessoa com deficiência e realizando todos os ajustes necessários para receber bem todos os seus talentos.

Powered by Rock Convert

Muitas vezes, coisas simples não pensadas, como a necessidade de ter um banheiro adaptado, rampas para ajudar na locomoção de cadeirantes ou, até mesmo, o uso de ferramentas tecnológicas para facilitar a comunicação com pessoas com deficiência auditiva ou mudas, por exemplo.

Hoje, existem diversas oportunidades de melhorias em qualquer negócio quando falamos de integração na empresa. É interessante fazer um benchmarking com outras organizações que são consideradas referências em diversidade e inclusão, pois, a partir dessa troca de conhecimento, vai ser possível aplicar ações mais interessantes.

Analise e redesenhe os processos de negócio

Processos nunca devem ser estáticos. Eles estão sujeitos a mudanças contínuas, e isso é natural. Nesse sentido, é muito importante que você tenha uma equipe responsável pela proposta de diversidade e inclusão que faça uma rede apoio às áreas do seu negócio.

O intuito é que seja feito o mapeamento de fluxos operacionais, a fim de encontrar gaps que dificultam a integração e, com isso, realizar um novo desenho, para que o colaborador se sinta, de fato, parte do negócio.

É interessante que sejam utilizadas ferramentas de processo para fazer esse diagnóstico, bem como os ajustes. Além disso, a construção deve contar com a participação de pessoas com deficiência. Somente elas sabem as dores diárias que sofrem, e podem informar quais são as ações que o seu negócio deve implementar nas rotinas processuais.

Faça a capacitação de todos os colaboradores

Treinamentos são primordiais se a sua empresa quer fortalecer a cultura e melhorar a qualidade dos processos. Como parte do seu plano de ação para estimular a diversidade, bem como a integração na empresa, consolide um cronograma de treinamentos de desenvolvimento obrigatórios sobre diversidade no ambiente corporativo e inclusão para todos os seus colaboradores.

É essencial que essa temática seja reforçada com as lideranças, para que o assunto seja desdobrado aos liderados. Lembre-se de que os gestores da empresa são aquelas pessoas tidas como inspirações para outras. Por isso, eles devem ser reflexo dos valores da sua organização. É por meio do exemplo que aprendemos com mais facilidade.

Implemente uma rotina de People Analytics

Tão importante quanto realizar ações de diversidade e inclusão na organização, o People Analytics (Análise de Pessoas) vem para fortalecer a eficiência das estratégias aplicadas ao seu negócio. É por meio dessa ferramenta que vai ser possível fazer o mapeamento da performance e do resultado das ações do seu programa de diversidade e inclusão.

Uma dica para melhorar a qualidade das análises é sempre mensurar o resultado de campanhas específicas e avaliar o impacto delas, ao realizar comparações com períodos e estratégias anteriores.

Outro ponto que merece atenção é correlacionar os indicadores de diversidade e inclusão com o resultado da pesquisa de clima, bem como o canal confidencial de denúncias da sua organização.

Com todas as nossas dicas, você já sabe como é possível implementar melhorias na sua empresa e poder realizar o processo seletivo com tranquilidade. Afinal, tudo vai estar pronto para fazer a integração dos profissionais com deficiência na empresa. Lembre-se também de sempre acompanhar as novidades sobre o tema.

Se você gostou deste post e conhece outras ações que vão ajudar as empresas a promoverem a diversidade e a inclusão, conte para gente aqui nos comentários.

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.