entrevista remota

Como conduzir uma entrevista remota? Confira 5 dicas

As transformações sociais geradas pela pandemia do Covid-19 fizeram com que o setor de RH das empresas precisasse se readaptar e alterar algumas práticas de rotina. Uma delas foi a seleção de talentos, que deu lugar ao recrutamento virtual, com todos os processos feitos à distância. Com isso, saber como conduzir uma entrevista remota passou a ser obrigatório para os profissionais do setor.

Independentemente do cenário de isolamento social, entender a dinâmica das entrevistas a distância pode trazer maior praticidade e flexibilidade às organizações. Por isso, separamos neste texto alguns benefícios desse modelo de avaliação de candidatos, além de dicas para conduzir esse momento de forma correta.

Continue a leitura e veja como aproveitar ao máximo as entrevistas remotas.

Como funcionam as entrevistas remotas?

Entrevistas remotas são aquelas realizadas a distância e com a ajuda de ferramentas tecnológicas quando não há possibilidade de um encontro presencial. Apesar de precisar de internet, programas de vídeo-chamada e webcam, essa forma de conversar com um candidato acaba alcançando os mesmos objetivos de uma entrevista tradicional.

Isso porque esse momento tem em foco um diálogo mais aberto sobre a trajetória do profissional, suas expectativas em relação à empresa e sua disponibilidade em colaborar com a nova equipe. Com o recurso do vídeo, quem faz a entrevista ainda consegue avaliar a postura, a empolgação e características de personalidade do candidato.

Se engana quem pensa que a entrevista remota passou a ser uma realidade apenas durante a pandemia do coronavírus. Considerando que o nosso país tem dimensões continentais, organizações que buscam os melhores talentos do mercado acabam usando esse recurso para recrutar profissionais de outros estados, evitando um longo deslocamento e espera. O mesmo acontece em multinacionais que recrutam pessoas ao redor do mundo.

O momento de isolamento social acabou despertando o RH para a possibilidade de adotar a entrevista a distância como uma prática mais constante, já que ela traz benefícios como:

  • não precisar esperar muito para conversar com o candidato;
  • economizar tempo da equipe de recrutadores;
  • proporcionar mais segurança para candidato e recrutador;
  • possibilitar a gravação da conversa para análise posterior;
  • poder recrutar profissionais de outras localidades;
  • mostrar que a empresa é inovadora e atualizada com o cenário tecnológico.

Como fazer uma entrevista remota?

Entender as particularidades de uma entrevista remota e saber como conduzi-la da melhor maneira possível é fundamental para que ela dê os mesmos resultados positivos de uma presencial. Separamos a seguir 5 dicas para fazer esse processo a distância.

1. Acerte os detalhes por e-mail com antecedência

Assim como acontece no recrutamento tradicional, é preciso combinar com o candidato os detalhes da entrevista previamente, dando o tempo necessário para ele adequar sua rotina e se preparar para a ocasião.

Geralmente esse contato inicial é feito por e-mail e, com a entrevista remota, pode acontecer a mesma coisa. Envie dia e horário da conversa, defina o meio de comunicação que será usado (como Skype, Zoom ou Google Meet) e deixe o link da sala de reunião ou o perfil que o usuário vai precisar acessar. Se a entrevista for gravada, é interessante avisar de antemão.

O profissional de RH deve ter atenção ao tipo de letramento digital que o profissional entrevistado tem. Em algumas situações, enviar um pequeno tutorial sobre o cadastro e uso da ferramenta pode ajudar o candidato e mostrar uma cultura de inclusão e compreensão por parte da empresa.

2. Verifique seu ambiente e ferramentas

No dia da entrevista remota, o recrutador deve ter sua própria preparação, para evitar imprevistos que deixem os candidatos esperando ou impossibilitem a conversa. No home office, é importante verificar a internet e conferir o funcionamento do som e da webcam.

Além disso, preparar o ambiente que vai aparecer na vídeo-chamada é fundamental para passar o máximo de profissionalismo. Afinal, o entrevistador é um representante da organização, mesmo quando está trabalhando de casa.

3. Estabeleça parâmetros para avaliar o comportamento do candidato

Um dos pontos mais valiosos de uma entrevista é analisar o comportamento de um profissional e conhecer um pouco mais de sua personalidade, seus pensamentos e valores. São itens que fazem com que o recrutador perceba se há fit cultural e adequação à equipe que a pessoa vai integrar.

Essa compreensão não deve ficar de fora, mesmo na entrevista remota. Para conseguir esse olhar, usar o recurso de gravação pode ser uma boa ferramenta, que permite uma segunda análise comportamental.

Durante a conversa, o entrevistador pode observar a apresentação pessoal, a dedicação em preparar o espaço que aparece no vídeo e o cuidado em ter estudado sobre o próprio currículo e sobre a empresa. A pontualidade continua sendo algo avaliado, assim como a linguagem não-verbal.

4. Tenha um questionário-base que guie a conversa

Ter um roteiro para entrevista é essencial para obter melhores resultados e não esquecer de tratar nenhum tópico importante com o candidato. Faça perguntas usando o formato semiaberto, em que é possível desenvolver o assunto e questionar outros pontos ao longo do diálogo.

Essa base também ajuda o RH a manter um tempo padrão para todas as entrevistas, sem tomar muito tempo de trabalho do setor e do próprio profissional entrevistado.

5. Deixe o candidato à vontade

Participar de um processo seletivo costuma ser motivo de nervosismo para a maioria dos profissionais. Na entrevista remota, instabilidades na conexão e outros problemas eventuais podem gerar ainda mais desconforto.

Mas é importante que o profissional de RH deixe o candidato à vontade, a fim de tornar a conversa ao máximo produtiva. Quando o indivíduo se sente mais confortável, consegue explicar melhor suas motivações e mostrar seu máximo potencial para atuar na organização.

No período de isolamento social em que muitas pessoas participaram de reuniões em home office, se tornaram comuns os vídeos de imprevistos durante a chamada de vídeo. Ainda que muitos casos possam ser evitados, outros podem ser alvo da empatia do recrutador, como no caso de barulhos externos na vizinhança ou crianças pequenas que entram no ambiente.

Durante a pandemia do Covid-19, diversos processos de RH como processo seletivo, onboarding de colaboradores e reuniões do setor passaram a ser a distância. Mesmo que esse período vá acabar, a entrevista remota pode se tornar uma prática constante da sua organização e agora você sabe como aproveitar o máximo esse momento.

Se você quer acompanhar outras dicas para a gestão de pessoas, assine nossa newsletter e receba nossos conteúdos em seu e-mail.

Prospecção ativa de candidatosPowered by Rock Convert

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.