benefícios na quarentena

Vale a pena readequar a política de benefícios na quarentena?

Nos últimos meses o mundo se viu diante da pandemia causada pelo novo Coronavírus, o que exigiu que também as empresas adequassem seus processos, a fim de garantir a saúde de seus colaboradores e a continuidade das atividades do negócio. Nesse cenário, estruturas de home office foram montadas, o que abriu um precedente para a flexibilização dos benefícios na quarentena.

Isso porque, não faz sentido oferecer vale transporte e vale alimentação se as pessoas estão em casa, não é mesmo? Diante dessa realidade, outras demandas surgiram, como a necessidade de vale internet e vale luz, para ajudar os colaboradores a custearem as suas despesas com a estrutura de trabalho em casa.

Quer saber se vale a pena readequar as políticas de benefício da empresa? Então continue a leitura!

Qual a importância da política de benefícios?

Uma eficiente política de benefícios leva para as corporações uma série de vantagens, pois essa é uma estratégia de gestão de pessoas que tem como objetivo elevar a satisfação e o engajamento da equipe, o que contribui para melhores entregas e o aumento da produtividade, fator determinante para que a companhia se torne mais competitiva no mercado.

Os resultados da política de benefícios são percebidos pela organização, principalmente a curto e longo prazo. Assim, entre as vantagens mais evidentes de uma política de benefícios, podemos elencar:

  • maior engajamento dos funcionários;
  • elevação da produtividade;
  • melhora do clima organizacional;
  • maior engajamento;
  • aumento da satisfação;
  • atração e retenção dos melhores talentos;
  • formação de uma marca empregadora forte.

É importante ressaltar que as políticas de benefícios variam conforme o perfil dos colaboradores e também da empresa, e podem ter caráter flexível, sendo que nessa modalidade, o próprio trabalhador escolhe aqueles benefícios que melhor atendam às suas necessidades, levando em consideração a oferta da companhia.

Entre os benefícios mais comuns concedidos pelas companhias podemos citar:

  • vale transporte
  • seguro de vida
  • plano de saúde
  • plano odontológico
  • auxílio estacionamento
  • vale refeição
  • vale alimentação
  • cesta básica
  • auxílio educação
  • auxílio combustível
  • previdência privada, entre outros.

Agora que você já sabe o que é e qual a importância da política de benefícios na empresa, veja como eles podem ser adaptados nesse período, ou seja, com as pessoas trabalhando em casa.

Como a pandemia mudou a relação com os benefícios?

A pandemia fez com que as estruturas de trabalho fossem readequadas para o home office, e isso só foi possível graças aos avanços tecnológicos e à internet. Muitas empresas estão pensando em diminuir seus escritórios e manter apenas uma base de apoio para os colaboradores, com infraestrutura com salas de reunião e alguns equipamentos.

É o caso da empresa Mobly, uma das maiores empresas de móveis do Brasil. Na companhia, uma parte dos funcionários poderão aderir ao trabalho home office de forma permanente.

Essa flexibilidade no modelo de trabalho da companhia afetou também os benefícios concedidos aos trabalhadores da empresa. Isso porque, como a maioria não se desloca até a sede da companhia, não é mais necessário a concessão de benefícios como o vale transporte.

Mas atenção! A ideia não é que os trabalhadores abram mão dos benefícios, até porque eles são garantidos por lei. Mas, empresas como a Mobly estão se propondo a oferecer de um conjunto mais flexível de benefícios, a fim de fazer trocas inteligentes, como por exemplo, o vale transporte pelo vale internet.

Powered by Rock Convert

Assim, os funcionários de empresas como poderão ter acesso a benefícios que sejam mais úteis para eles nesse momento, como o oferecimento de cadeiras ergonômicas e computadores para montar a área de trabalho em casa.

Nesse cenário, as empresas estão modernizando sua visão acerca do que é realmente relevante para as pessoas, seguindo tendências que já são comuns na Europa e nos Estados Unidos.

Vale reforçar que, no Brasil, existem limites para a flexibilização dos benefícios, impostos pela legislação, que tornam impossível uma mudança total da política de benefícios nas empresas. No entanto, existe uma tendência real para que os processos sejam flexibilizados.

Como adequar a política de benefícios à quarentena?

O primeiro ponto é pensar nas necessidades dos seus colaboradores. O que é importante para eles nesse momento? Quais são as demandas? Como a empresa pode ajudar?

De posse dessas informações, faça um planejamento, avaliando custos e benefícios para a companhia. Lembre-se de considerar como esses benefícios podem ajudar os colaboradores a produzirem mais e melhor nesse momento de pandemia.

Algumas trocas podem ser feitas, como a substituição do vale refeição pelo vale alimentação. A ginástica laboral pode ser substituída por aulas online de meditação e ioga, muito importantes para ajudar os colaboradores a passarem por esse momento de ansiedades e incertezas.

Os treinamentos presenciais podem ser substituídos pelos online, e as comemorações de endomarketing, como o evento “Aniversariante do Mês”, podem ser substituídos por kits de festa pronta entregue na casa dos colaboradores.

Logo, a intenção para a flexibilização das políticas de benefícios da empresa não é reduzir custos a qualquer preço, mas pensar em como a companhia pode tornar a vida de seus funcionários melhor nesse momento.

Assim, as pessoas, ao perceberem que a empresa investe nelas e se preocupa com a equipe, o senso de pertencimento é elevado, e isso gera mais motivação e satisfação, favorecendo a produtividade e a melhora da qualidade das entregas.

A soma de todos esses fatores contribui para a construção de uma marca empregadora forte, o que é fundamental para atrair e reter os melhores talentos do mercado. Com isso, a empresa passa a produzir mais e melhor, e a ser mais competitiva no mercado, gerando mais lucros.

Logo, benefícios na pandemia podem ser flexibilizados, tendo em vista atender às necessidades dos funcionários, contribuindo para o aumento da sua qualidade de vida, o que gera mais satisfação e motivação. Com isso, o profissional tende a continuar na empresa e realizar as suas melhores entregas. Nesse cenário, tanto empregados quanto empresas saem ganhando.

Se você gostou deste artigo sobre política de benefícios na quarentena, assine a nossa newsletter para receber mais conteúdos como este!

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.