avaliação de desempenho

Melhores práticas para implementar uma avaliação de desempenho

A avaliação de desempenho é uma ferramenta que permite analisar a performance dos colaboradores. Por meio dela, é possível entender se cada funcionário tem atingido suas metas, quais os resultados ele gera e identificar todas as atividades que exerce. 

Uma vez que este processo identifica capacidades e desequilíbrios produtivos, individuais e nas equipes, a organização consegue solucionar problemas de produtividade, criar um ambiente motivado, melhorando o engajamento e os resultados da empresa. Outro fator importante para melhorar o desempenho é a estruturação de um plano de carreira. Confira neste artigo o que é e como fazer uma avaliação de desempenho eficaz.

Como criar uma avaliação de desempenho?

No contexto do RH 4.0, a avaliação de desempenho é fundamental para gerir estrategicamente as equipes e os talentos contratados. O ideal é que ela seja feita anualmente, mas suas conclusões devem ser trabalhadas periodicamente, principalmente por meio da cultura do feedback. Com isso em mente, entenda como desenvolver uma avaliação de desempenho eficaz. 

Defina os objetivos da avaliação

O primeiro passo da avaliação é identificar os objetivos que a empresa pretende atingir com ela. O que precisa ser analisado e levantado? Quais dados os gestores pretendem coletar? Normalmente, essa estratégia auxilia a análise de alguns indicadores de desempenho, ou KPI’s de RH que são:

  • valor médio de vendas por funcionários;
  • nível de satisfação dos clientes;
  • percentual de quebras no negócio;
  • índice de absenteísmo dos colaboradores. 

Esses indicadores funcionam como um termômetro para avaliar tanto o desempenho dos colaboradores quanto o rendimento que a empresa vem apresentando com suas equipes. Assim, é possível identificar também se os profissionais estão alcançando as metas impostas pelo negócio. Então, antes mesmo de começar a avaliação de desempenho, levante os indicadores e resultados que pretende coletar. 

Alinhe a estratégia com os gestores

Todas as posições da empresa precisam estar alinhadas à avaliação de desempenho, inclusive os cargos de liderança. Essa análise também deve englobar os gestores e não somente os funcionários. 

Quando os objetivos da avaliação forem identificados e os passos estruturados, documente e compartilhe todas essas informações com a liderança. Todos na organização devem entender as estratégias utilizadas, assim podem contribuir com o planejamento e com a definição dos objetivos do negócio. 

Essa é a melhor forma para manter toda a organização no mesmo patamar, ou seja, que todos estejam trabalhando em prol dos mesmos objetivos. Além disso, os gestores têm uma visão diferente dos processos em relação ao departamento de RH, por isso podem contribuir com a implantação dessa análise. 

Estipule uma periodicidade

Como dito, o ideal é que a avaliação de desempenho seja feita anualmente. No entanto, existem modelos que podem ser aplicados com maior recorrência, como semestral ou trimestralmente. Além disso, ela pode ser aplicada quando ocorrerem mudanças significativas nos processos ou nas equipes.  

A avaliação de desempenho semestral pode ser utilizada para avaliar se as metas de curto prazo estão em dia. Dessa forma, é possível corrigir desalinhamentos e ajustar as estratégias em menor espaço de tempo. Já as avaliações semestrais podem ser muito benéficas para o desempenho dos colaboradores, principalmente por ser uma forma justa de avaliar.

Imagine que um profissional teve um ótimo desempenho ao longo do ano. Porém, por questões pessoais, problemas de inteligência emocional ou por algum tipo de desalinhamento com os processos, justo no mês da avaliação de desempenho, ele tenha cometido alguma falha. Certamente isso atrapalha o indicador de performance daquele colaborador. Nesse sentido, avaliações trimestrais conseguem identificar os bons e os maus resultados em tempo real e sem gerar injustiças. 

Escolha entre os modelos existentes

A definição dos objetivos da avaliação de desempenho é importante tanto para avaliar os processos quanto para identificar o modelo que melhor atenderá à estratégia. Os métodos mais utilizados são:

  • autoavaliação: a análise é feita pelos próprios colaboradores;
  • avaliação por competência: levantamento das competências esperadas em cada departamento, não considerando somente os conhecimentos técnicos e metas atingidas;
  • avaliação 360º: não é limitada aos funcionários. Inclui gestores, liderança, clientes e fornecedores;
  • avaliação de performance: análise de produtividade;
  • avaliação 180º: colaborador é avaliado pelos superiores;
  • avaliação por objetivos: análises em que as equipes desenvolvem objetivos e metas a serem alcançadas. 

Oriente os colaboradores 

Para melhorar a aceitação, engajamento e comprometimento dos profissionais, seja transparente em todo o processo da avaliação de desempenho. Explique os objetivos, mostre qual modelo será aplicado e como será colocado em prática. Também é importante que essa análise seja marcada com antecedência. Assim, todos os colaboradores podem se preparar, organizar possíveis documentos necessários e não serem pegos de surpresa. 

O que fazer com os resultados da avaliação de desempenho? 

Os resultados da avaliação de desempenho revelam os processos que estão indo bem e funcionando e aqueles que precisam ser ajustados, ou até mesmo substituídos. Portanto, eles devem ser utilizados para desenvolver estratégias mais efetivas e alinhadas aos profissionais e necessidades da organização. O primeiro passo para isso é o feedback a todos que participaram da avaliação. Mostre quais foram os dados quantitativos e qualitativos, os pontos positivos e aqueles que devem ser trabalhados.

Essas conclusões serão uma bússola para guiar promoções de cargo e mudanças de áreas (alguns profissionais podem ter melhores resultados em outros setores). A avaliação de desempenho também deve ser utilizada para identificar as oportunidades de potencializar a produtividade e de melhorar o ambiente de trabalho, e para garantir a melhor performance dos colaboradores. 

Depois, é necessário traçar um plano de metas para que os funcionários aprimorem os pontos negativos de seu trabalho e possam melhorar as suas entregas. Isso também vale para os gestores. Além disso, é essencial documentar todos os resultados e planos definidos. Assim, na próxima avaliação o desempenho da empresa e das equipes podem ser comparados. 

A avaliação de desempenho é uma ferramenta que pode evitar grandes prejuízos na organização. Ela ainda encontra o melhor de cada profissional e identifica erros e condutas que precisam ser revisadas. Quando aplicada periodicamente, garante a manutenção das metas e objetivos da empresa. 

Agora, aproveite para conferir o que é oRH 4.0 e como a tecnologia está revolucionando o setor de recursos humanos. 

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.