plano de cargos e salários

Plano de cargos e salários: descubra como fazer e implantar nos processos de recrutamento e seleção

Você já deve saber que a fórmula para uma boa retenção de talentos consiste em contratar certo, engajar os colaboradores e oferecer oportunidades. Como alcançar esse tripé? A resposta está no plano de cargos e salários.

A ideia desse documento é oferecer uma estruturação para um plano de carreira dos colaboradores. Junto a isso, a empresa deixa bem definidos quais são seus direitos e deveres, assim como atribuições, níveis salariais e responsabilidades.

Por que é importante usar essa ferramenta? Como ela contribui para sua empresa? O que ele deve conter? Essas são algumas perguntas que vamos responder neste conteúdo. Confira!

O que é um plano de cargos e salários?

O plano de cargos e salários consiste em uma ferramenta de definição e organização de funções, de acordo com sua relevância. Para surtir os efeitos esperados, requer uma análise profunda para alinhar a remuneração às responsabilidades exigidas.

Apesar de ser uma base para o plano de carreira, é diferente. O plano voltado para cargos e salários é focado na empresa, ou seja, em quais são as necessidades internas. A partir disso, sim, é possível definir o caminho a ser seguido pelo profissional para alcançar o próximo patamar.

Para que serve o plano de cargos e salários?

A ideia de ter esse documento é mostrar o que a empresa deve seguir na hora de contratar e promover talentos. Também indica o que é esperado para cada cargo e quais são as características profissionais mais esperadas.

Afinal, o RH nem sempre entende todas as atividades realizadas na empresa, certo? É só pensar na TI. Por exemplo, você saberia exatamente o que sua empresa espera de um programador? Sabe quais linguagens são importantes?

Talvez, responda que sim, mas sabe que é mais difícil entender todas as peculiaridades do cargo. Por isso, o plano para cargos e salários funciona como um pilar estrutural, que antecipa demandas atuais e futuras.

Como resultado, há ganhos financeiros e melhoria da retenção de talentos. Isso porque todos sabem o que precisam fazer para progredirem na carteira e atingirem o sucesso.

Quais são os benefícios do plano de cargos e salários?

É muito vantajoso para a empresa contar com esse documento. Ele traz equilíbrio à companhia, porque tudo fica claro para gestores e colaboradores. No caso da empresa, os benefícios são:

  • integração das políticas salariais a modelos de remuneração baseados em competências;
  • atração e retenção de talentos;
  • estímulo ao engajamento;
  • aumento da produtividade;
  • melhoria do planejamento financeiro;
  • aumento da vantagem competitiva;
  • transparência e clareza sobre cada função;
  • melhoria do entendimento do organograma da empresa.

Ainda há vantagens para os colaboradores. A principal é o aumento da satisfação no trabalho, com consequente elevação do engajamento e da motivação.

Isso também leva a um maior senso de pertencimento e a certeza sobre as possibilidades de ascensão na carreira, que trarão melhores resultados.

Afinal, o que deve conter em um plano?

Devido a suas características, precisa ter alguns pontos específicos. Entre eles estão:

  • estrutura de cargos;
  • pesquisa, tabela e política salarial, a fim de definir as regras de contratação, progressão de carreira e mais.

Para isso, é importante conversar com todos os gestores para identificar especificidades. A partir das informações coletadas, defina:

  • faixa salarial;
  • responsabilidades;
  • perfis técnico e comportamental necessários.

Como montar um plano de cargos e salários?

O documento precisa ser estruturado a partir de etapas bem claras. Elas ajudam a consolidar o que apresentamos até aqui. Veja o que fazer para ter sucesso.

Defina as regras da administração salarial

O começo é o desenho dos cargos e sua organização conforme a hierarquia. A ideia é ter uma visualização mais clara das funções. Em seguida, as funções devem ser divididas conforme a área de atuação. Essa é uma forma de esclarecer a gestores e colaboradores o que deve ser seguido. Da mesma forma, é possível especificar as responsabilidades.

O plano de cargos e salários deve deixar claro o que cada colaborador vai receber e quais são suas demandas. Essa é uma forma do gestor saber a quem vai recorrer na execução de um projeto. Também ajuda o profissional a saber se ele está apto a conseguir uma promoção na carreira.

Uma boa dica é usar uma solução de pesquisa salarial. Com ela, você identifica qual é a média do cargo no mercado para criar o seu plano de maneira acertada. Além disso, estabelece uma política de remuneração competitiva e define os benefícios de forma precisa.

Determine as atividades e os requisitos

As definições feitas devem ser atrativas para os colaboradores e profissionais do mercado. Caso contrário, o plano para cargos e salários tem pouca serventia. No entanto, você ainda deve consultar o sindicato da categoria em que sua empresa está inserida para saber se existe alguma regulamentação a seguir.

Apesar da Reforma Trabalhista ter flexibilizado algumas questões, ainda é importante fazer essa análise para evitar imprevistos e conquistar competitividade. Com a pesquisa no sindicato e no mercado, você ainda garante oportunidades mais rentáveis aos talentos, que se interessam mais em serem contratados pela sua empresa. Perceba que esse é um modo de usar o benchmarking no RH.

Além disso, reúna todas as informações para determinar os níveis de cada cargo e os salários pagos a cada uma das categorias. Um júnior, por exemplo, nunca deverá ganhar mais que um sênior. Da mesma forma, são definidas as demandas, já que um analista não deve ter responsabilidades de um gerente e vice-versa.

Estabeleça os critérios para promoção

O foco, aqui, é criar uma política salarial que defina as regras de remuneração e casos de promoção, reclassificação e atualização do valor recebido. Lembre-se dos dados coletados nas etapas anteriores, porque eles servem para esse momento também. Desse modo, é possível conquistar mais vantagem competitiva.

Divulgue o documento e colete feedbacks

O plano de cargos e salários deve ser divulgado a todos os colaboradores para terem consciência de suas responsabilidades e do que precisam fazer para ascender na carreira. A partir disso, cada um tem consciência do que deve fazer para melhorar seu desempenho.

Aos poucos, colete feedbacks e impressões para saber se a elaboração do documento atingiu o esperado. Veja se todos visualizam o negócio de forma global e se existem pontos de melhoria.

Se necessário, revise a versão e faça pequenos ajustes. Assim, todos percebem que suas opiniões são valorizadas e a motivação e o engajamento aumentam.

Quais os principais tipos?

Existem 3 diferentes formas de aplicar o plano de cargos e salários na sua empresa. Eles são os mais usados em companhias bem-sucedidas e com equipes de alta performance. Veja quais são eles.

Modelo I

Prevê um trajeto único para alcançar as promoções. A hierarquia da empresa é vertical e as oportunidades surgirão dessa forma. O colaborador pode ir de um cargo mais baixo para um mais baixo, nunca o oposto.

Modelo Y

É um tipo em que o profissional terá que escolher, em determinado momento, que caminho deseja seguir. A promoção é feita sempre para cima. No entanto, ele deverá definir se quer ser gestor ou analista, por exemplo.

Modelo W

É uma alternativa em que o colaborador sempre ascende, mas tem uma terceira via como possibilidade. Ele pode optar por dois cargos distintos ou um que representa a junção deles. Por exemplo, pode se tornar líder e manter suas especialidades.

Qual é a importância de criá-lo?

Diante de todas essas informações, fica claro que o plano voltado aos cargos e salários é importante para todos conhecerem mais sobre a empresa e ficar definido o que deverá ser perseguido. Com isso, há mais autoconhecimento do negócio e uma definição mais precisa das responsabilidades.

Isso gera mais transparência, aumento da produtividade e comprometimento dos colaboradores. Afinal, todos podem se aperfeiçoar e serem promovidos na carreira — e sabem o que fazer para chegar lá.

Em outras palavras, com o plano de cargos e salários, sua empresa se torna mais atrativa para os candidatos e tem maior chance de contratar bons talentos. O resultado é uma equipe de alta performance e o alcance de melhores resultados para seu negócio.

Gostou de ver essas dicas e entender a importância desse documento? Assine nossa newsletter e receba outras informações relevantes para melhorar o RH da sua empresa.

Prospecção ativa de candidatosPowered by Rock Convert

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.