Como fazer minha empresa produzir sem minha presença full-time?

Ter um negócio próprio e estar a frente dele é, sem dúvidas, mais difícil que manter uma posição assalariada. Ser dono, presidente, financeiro e comercial da própria empresa não é uma tarefa simples. A grande questão para quem empreende é: como fazer a empresa produzir sem que ele precise estar dando 100% de si? Além disso, como manter a qualidade de vida ocupando tantas cadeiras assim?

Para Christian Barbosa, especialista em administração de tempo e produtividade e CEO da Triad PS, o grande problema é que, em grande parte das vezes, o empreendedor tem o hábito de centralizar tudo nele e, quando ele tem agenda, o negócio cresce. No entanto, no momento em que ele está sem tempo, tudo fica estagnado. Por isso, é importante inverter essa lógica e fazer com que a empresa funcione muito bem sem a presença do líder. O especialista listou 3 dicas para te ajudar nessa missão.

· Equipe descentralizada

Se você não tem uma equipe preparada ou motivada o projeto começa a afundar e isso reflete na empresa como um todo. O que ocorre também se o próprio empresário estiver desmotivado. Para mudar esse cenário, o ideal é chamar pessoas competentes para atuar na operação. Trazer mentores, sócios-investidores, sócios com habilidades e outros profissionais que tenham posições estratégicas, mas que, principalmente, sejam capazes de identificar colaboradores desmotivados e improdutivos e reverter a situação.

Além disso, caso a a sua equipe não esteja trazendo os melhores resultados após ações de engajamento e motivação, pense na possibilidade de trocá-la. Lembre-se que na hora de contratar novos profissionais, é preciso ser assertivo para que não acabe trocando seis por meia dúzia.

· Desapego na medida certa

Aprender a desligar pode ser muito difícil, principalmente, quando você está começando a tocar diferentes negócios. Normalmente, o gestor está presente todos os dias para dar as diretrizes, gerando uma co-dependência entre ele e os colaboradores. Se ele não está na empresa, os projetos acabam não acontecendo.

Nesse sentido, a ideia é que a equipe seja responsável pelo desenvolvimento do trabalho e o gestor só vá para a empresa para dizer qual é o projeto, ressaltar seus objetivos, destacar as metas da equipe e então poderá aprovar, a distância, o resultado final. Assim a equipe flui.

No entanto, é importante ressaltar que a responsabilidade maior continuará sendo do empresário, ele deve se certificar de ter o tempo correto e passar as orientações completas.

· Ferramenta de gestão

É fundamental ter também uma ferramenta de gestão de equipes e atividades. O Neotriad é uma opção fácil para planejar e compartilhar projetos e delegar tarefas. Logo pela manhã, é possível ver o que cada um na sua equipe deve fazer e, ao fim do dia, monitorar os resultados. Os indicadores de execução também apontam quem fez o que na semana, o que atrasou e quantas horas foram dedicadas para cada projeto. Há ainda a opção de fazer intervenções caso haja falhas ou atrasos.

Ainda para Barbosa, o mais importante é entender que o líder deve estar junto, mas não precisa estar presente full-time. Ou seja, o profissional não deve – e nem – precisa ficar sempre pegando no pé, basta criar processos, contar com o auxílio de profissionais engajados e possuir as ferramentas certas para acompanhar e gerenciar o trabalho da equipe. Com planejamento e organização, é possível garantir o bom funcionamento dos negócios.

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.