roi rh

Confira as estratégias para aumentar o ROI no RH

Que o departamento de Recursos Humanos está se tornando a cada dia uma área mais estratégica para as organizações já não é uma novidade, não é mesmo? Mas o que significa isso? Quando falamos sobre essa mudança, quer dizer que o RH, agora, é uma área essencial para as tomadas de decisões e posicionamento do negócio no mercado.

No Brasil, isso é resultado da transformação digital e, principalmente, de dois eventos muito importantes: a recessão econômica iniciada por volta de 2014 e a entrada da Geração Z no mercado de trabalho. Com isso, as empresas tiveram que se reinventar tanto para otimizar a redução de custos como para manter os colaboradores engajados.

O RH deixou de ser um setor de custos para se tornar uma área de retorno para o negócio. Se você ficou curioso e quer aprender a calcular o ROI no RH, continue a leitura! Vamos lá?

Afinal, o que é o ROI no RH?

Com certeza, você já ouviu falar sobre o ROI em algum lugar, não é mesmo? É uma expressão muito usada, principalmente, nas áreas de negócio que são responsáveis por realizar muitos investimentos, como o setor de marketing, vendas e em projetos. Mas, afinal o que é o ROI no RH?

A sigla ROI é a abreviação do termo em inglês Return on Investiment, que significa retorno sobre o investimento. Basicamente, essa métrica tem como objetivo avaliar qual é a taxa de retorno financeiro para o negócio em relação a um determinado investimento realizado. Por isso, é muito usado para avaliar a saúde da empresa, bem como o seu desempenho e o seu lucro para os investidores.

Esse indicador pode ser usado para calcular o retorno em relação ao macro do negócio, mas também pode e deve ser aplicado para validar o quanto que uma determinada área ou setor é produtivo para o negócio. Assim, é uma ferramenta usada para avaliar, também, como está o gerenciamento dos gestores de cada departamento, sendo um excelente dado para confirmar a performance.

Calculando o ROI

Você deve estar pensando que calcular o ROI é algo extremamente complexo, não é mesmo? Na prática, o cálculo é simples. O que é difícil é definir quais são os parâmetros a serem avaliados para encontrar as incógnitas desse cálculo. Isso vai variar conforme o escopo do negócio, e se é um projeto, por exemplo.

O essencial é que você tenha em mente que precisa mensurar todos os valores que foram investimentos e o correspondente de saldo positivo que entrou após a implementação da ação. É interessante lembrar que investimento não é somente o dinheiro aplicado diretamente, há aquele custo que já está embutido no negócio e precisa entrar nesse cálculo, como é o caso do seu capital humano.

Para calcular o ROI, você precisa subtrair a receita gerada pelos custos e dividir esse resultado novamente pelos custos. A fórmula fica no seguinte formato:

ROI = (Receitas – Custos)/ (Custos).

O que avaliar para calcular o ROI no RH?

Como dito acima, há variáveis que precisam ser consideradas no momento de se realizar o cálculo do ROI. Caso isso não seja feito, o seu resultado não corresponderá à realidade, o que pode colocar o desempenho do seu negócio em risco. O ROI no RH é um pouco complexo, principalmente, porque o setor é grande e tem vários subprocessos, como é o caso do custo da folha de pagamentos.

No entanto, para ajudar você, vamos focar em dois processos que são essencialmente estratégicos para o seu negócio: o recrutamento e o desenvolvimento de colaboradores. Eles são ações de rotina no RH e têm uma relação direta com o desempenho da sua empresa. Aprenda, agora, como fazer o ROI no RH para esses dois processos!

Recrutamento e seleção

Recrutamento e seleção são atividades de rotina que geram muitos custos ao negócio. Isso porque é preciso investir em um profissional de RH para realizar a entrevista com o gestor, validar a descrição do cargo, fazer a triagem dos currículos, convocar os candidatos, além de aplicar dinâmicas e testes.

Aqui, tem-se o custo da mão de obra, do tempo de duração do processo, com a locação de espaço para realizar os testes, com materiais e, até mesmo, com um coffee break, o famoso lanche de intervalo. Você precisa mapear tudo o que foi gasto nesse processo, assim, tem-se o custo de investimento.

Agora, para encontrar a receita, você precisa validar alguns outros indicadores internos da sua organização. Por isso, é muito importante ter ferramentas para garantir o controle das informações internas. Muitas empresas vão querer “facilitar” o cálculo e simplesmente associar essa receita pegando a apresentada por toda a plataforma do negócio.

O ROI no RH pode ser feito dessa forma, mas o ideal é que a sua receita seja encontrada por meio da validação do desempenho dos candidatos aprovados quando já estiverem exercendo suas respectivas funções. Ou seja, valida-se o valor daquele profissional para o negócio.

Treinamento e desenvolvimento

As ações de treinamento e desenvolvimento também devem ser mensuradas. Basicamente, os indicadores são os mesmos do processo de recrutamento e seleção. A diferença é que ele é aplicado a uma quantidade maior de funcionários e mede diretamente o engajamento deles com os valores e o propósito do negócio. Mas, na prática, a estrutura do cálculo vai ser a mesma, tanto para encontrar o custo do investimento tanto para validar a receita obtida.

Como melhorar o resultado desse indicador?

Para melhorar o ROI no RH, o primeiro passo é colocá-lo como parte da sua rotina. Afinal, não tem como melhorar algo se não for feito o controle, não é verdade? Além disso, reduzir o tempo de recrutamento e contratação é uma forma de elevar o retorno do investimento nos processos de seleção, por exemplo.

É essencial que o seu negócio pense no capital humano como primordial para o desempenho da sua marca. Por isso, para otimizar o seu resultado no ROI, é necessário investir. É isso mesmo! Investir, mas nas ações aderentes ao seu negócio para estimular o engajamento, a produtividade e agregar valor à sua organização.

Trabalhe mais o employer branding (marca empregadora) da sua empresa, desenvolva ações de endomarketing (propaganda interna) e conte com o People Analytics (Análise de Pessoas) para realizar a gestão estratégica de pessoas no seu negócio. Colocando o cálculo do ROI no RH como uma rotina, com certeza, você vai conseguir desenvolver estratégias e potencializar a performance da sua empresa.

Para implantar um RH cada vez mais estratégico, é necessário estar por dentro das inovações do segmento, não é mesmo? Então, siga as nossas redes sociais e acompanhe as novidades! Nós esperamos por você no Facebook, YouTube e LinkedIn!

Prospecção ativa de candidatosPowered by Rock Convert

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.