retorno ao escritório

Como organizar o retorno da equipe ao escritório pós-Covid-19?

A chegada do novo coronavírus e a declaração oficial da pandemia no início de março de 2020 pegaram todo mundo de surpresa. Da noite para o dia, a Covid-19 foi capaz de mudar radicalmente a rotina de muitas pessoas e empresas em todo o planeta. Depois de meses em trabalho remoto, algumas organizações já começam a pensar em como será o retorno ao escritório.

Em meio a um cenário repleto de desafios, incertezas, medos e cuidados redobrados, é fundamental ter um planejamento bem-estruturado para a volta das equipes à rotina na empresa. A fim de que tudo aconteça com segurança, é essencial que as decisões sejam tomadas de forma consensual e de acordo com as recomendações oficiais dos órgãos de saúde.

Se você quer entender melhor a relação entre RH e coronavírus nesse contexto e como manter o bem-estar dos colaboradores na nova rotina da empresa, continue a leitura!

Avalie os riscos e crie um protocolo de retorno

Pense no retorno ao escritório como mais uma etapa do processo de gestão de talentos do negócio. Tudo deve ser avaliado com foco na experiência dos colaboradores, na segurança e nos impactos que a decisão de retorno vai trazer para a empresa como um todo.

Para cada tipo de negócio, os riscos podem ser diferentes, afinal, vai depender do ambiente de trabalho que a organização oferece, da quantidade de funcionários e do próprio estilo de gestão, liderança e cultura organizacional.

Ao avaliar os riscos e definir como será essa volta, crie um protocolo junto aos gestores para registrar quais serão os passos que serão tomados e as medidas de segurança adotadas. Depois que isso for definido e registrado, compartilhe com os colaboradores e líderes da empresa. Dessa forma, todos vão estar alinhados com as novas mudanças na rotina empresarial.

Implemente o safe design

O distanciamento social talvez seja a principal medida preventiva para evitar o contágio da Covid-19. Por esse motivo, muitas empresas vão precisar repensar sobre como organizar o escritório e manter uma distância mínima de um ou dois metros entre cada pessoa.

O safe design é exatamente isso: configurar o layout das salas com sinalização e demarcação de espaço entre uma mesa e outra, instalação de novos acessórios para potencializar esse distanciamento (como divisores frontais e laterais de vidro) e reforço na higienização dos ambientes. Os espaços comuns da empresa, como recepção, cozinha, banheiros e salas de reunião, também deverão ser adaptados para essa nova realidade. 

Além do layout dos espaços, outras medidas também são essenciais e devem ser obrigatórias, como o uso constante de máscaras e o acesso livre e facilitado a álcool em gel. Também é importante fixar avisos e lembretes dessas ações por toda a empresa, para que todos tenham acesso a essas normas.

Reforce a higienização dos ambientes

Além do distanciamento, a higienização constante das mãos e dos objetos é essencial para se proteger do contágio do coronavírus. Afinal, já é de conhecimento comum que o vírus, além de se espalhar mais facilmente de pessoa para pessoa, também consegue sobreviver em diferentes superfícies.

Powered by Rock Convert

Nesse cenário, todos os colaboradores podem limpar suas próprias mesas, seus telefones e os demais itens de trabalho com álcool 70% ou desinfetante, sempre no início e final do expediente.

Os banheiros devem receber atenção especial no que diz respeito à limpeza. A frequência da higienização nesses espaços deve ser frequente e minuciosa. Para isso, as equipes de serviços gerais deverão usar botas de borracha, luvas, máscara, toucas nos cabelos e demais itens necessários para limpar cada cômodo. A instalação de dispensers automáticos também faz toda a diferença, pois evita o contato direto com os objetos.

Para as cozinhas, também é importante manter o local o mais arejado e ventilado possível. Com o objetivo de evitar aglomeração, o ideal é que aconteça um rodízio de funcionários e orientações claras sobre como isso vai funcionar.

Ofereça EPIs aos colaboradores

Para retornar ao escritório, é importante lembrar-se de que o fornecimento de equipamentos de proteção individual (EPIs) também é de responsabilidade da empresa. Máscaras descartáveis, álcool em gel e termômetros para medir a temperatura das pessoas são itens que devem ser contemplados no orçamento da organização.

Outra orientação importante é sempre reforçar com os colaboradores a necessidade de manter as mãos sempre limpas e do distanciamento social dentro e fora do escritório. Para isso, pode ser interessante enviar e-mails periódicos com dicas para os funcionários, trabalhando, desse modo, a conscientização com frequência.

Faça um retorno gradativo ao escritório

É de extrema importância que os funcionários não retornem ao escritório de maneira simultânea. O ideal é que a empresa defina, no seu protocolo de retorno, que a abertura da organização seja feita de forma gradativa e alternada por turnos.

Uma dica é estabelecer um número máximo de pessoas por dia (com base no tamanho do escritório) e alternar os colaboradores entre trabalho remoto e presencial. Além de garantir a segurança e o bem-estar dos profissionais, isso também será uma forma de testar se o plano de reabertura realmente funciona e o que pode ser melhorado. Pessoas que fazem parte do grupo de risco devem ser tratadas com atenção redobrada. 

Caso alguém não se sinta seguro o suficiente para trabalhar presencialmente, é preferível que esse colaborador continue em home office. Novamente, avalie quais são os riscos e alinhe as decisões com os gestores e as lideranças de cada equipe. Além disso, a qualquer sinal de sintoma em um colaborador, é obrigatório que essa pessoa fique em casa.

Naturalmente, o retorno ao escritório será um período desafiador e de muitas mudanças e adaptações. Por isso, é imprescindível ter paciência e priorizar uma comunicação transparente e frequente com todos os profissionais para que a volta ao escritório tenha sucesso. Por fim, lembre-se de ter empatia, afinal, ainda haverá medo, mesmo com todas as medidas de segurança sendo tomadas. 

Se você gostou do conteúdo e quer conhecer outras dicas que podem ajudar o RH a manter uma boa gestão de pessoas em meio à pandemia, assine nossa newsletter. Ao fazer isso, você vai receber nossos conteúdos exclusivos direto no seu e-mail! 

Assine a nossa newsletter e tenha em mãos as novidades mais relevantes sobre RH!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.